• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Maquiagem Maquiador oficial da Natura, Marcos Costa dá dicas: 'textura matte engana muita gente' Costa esteve no Recife para apresentar lançamentos da marca e aproveitou para comentar tendências para as próximas temporadas

Por: Larissa Lins - Diario de Pernambuco

Publicado em: 19/12/2017 12:15 Atualizado em: 19/12/2017 12:58

Faz mais ou menos quatro semanas que o maquiador goianiense Marcos Costa não para em casa. Apaixonado por cachorros, se priva de criar um bicho de estimação porque os bichos exigem uma atenção que ele ainda não é capaz de ofertar. Se perde olhando cachorros correndo pelas ruas do Recife, de onde segue para Fortaleza. Depois desembarca em São Paulo. Marcos esteve em diferentes estados dos quatro cantos do país nos últimos tempos. Eçe sempre está. Maquiador oficial da Natura, percorre o Brasil apresentando produtos, orientando consultoras, pesquisando cores, culturas e matérias-primas ímpares e, evidentemente, maquiando pessoas.

“A brasileira não sabe escolher base. Eu tiraria, pelo menos, 60% da quantidade de base que a maioria das mulheres põe no rosto. É um reboco, envelhece, fica grosseiro”, ele reclama, mas não sem bom humor. Marcos saberia repreender toda a maquiagem que levou horas para ser finalizada sem que isso fosse tomado como ofensa. Ele é um lorde. E prefere elogiar. Do grupo de jornalistas e blogueiras e influenciadores convidados para o encontro na capital pernambucana, aponta somente os que acertaram na escolha do batom, do esfumado, da quantidade de camadas de máscara para cílios. “Amo quando a máscara de cílios deixa efeito empelotado, eu acho sexy”, admite.

Em turnê de lançamento das novas cores e batons das linhas Faces, Aquarela e Una, da Natura, o maquiador não perde os ensejos de comentar tendências e fazer recomendações. Sobre batons – que representam, ele reforça, cerca de 60% da venda de produtos de maquiagem no Brasil -, Marcos Costa tem discurso libertário: “Pode tudo, pode escolher qualquer cor, desde que lhe caia bem.”

>> “Ruiva com batom fúcsia fica belíssima”

Para o goianiense, a escolha do batom deve refletir identidade, personalidade, estado de espírito. “Quer usar batom preto? Se combina com você, está tudo certo”, aconselha. Cor de pele e tom de cabelo também devem pesar na escolha, segundo ele. “E para que usar batom nude se você tem um bocão e ficaria linda com batom vermelho?”, questiona.

Segundo ele, as tonalidades recém-lançadas de batons deverão contemplar diferentes estilos e personalidades. “Na linha Faces, voltada para as pessoas de espírito jovem, os lançamentos são inspirados na rua, nos movimentos urbanos, na rotina das grandes cidades. Aquarela tem apelos da arte, da moda. E Una é nosso segmento premium”, explica. A proposta do selo é oferecer três texturas diferentes de batom: matte (efeito seco), sheer (batom gloss) e hidratante (intenso).

Uma medida valiosa para aumentar a durabilidade e fixação dos batons, além de melhorar sua aparência sobre a boca, ele ensina, é esfoliar os lábios regularmente. O hábito evita que os lábios tenham descamação e rachaduras. “O batom fica outra coisa. Se você passa um batom matte sem esfoliar os lábios, é praticamente certo que o resultado não será bom”, avalia.

>> “Tem quem até fique melhor sem maquiagem”

Outro destaque da temporada é, segundo Marcos, o BB Cream com efeito matte e filtro solar. “Deixa efeito seco sem ressecar. As pessoas se esquecem de pensar nisso. Querem a pele opaca, sequinha, terminam ressecando o rosto, os lábios. Sabe quando você aplica a base e o batom e sente que está repuxando quando sorri?”, ele orienta. Se pele ou lábios repuxam e provocam a sensação de movimentos limitados, a escolha dos produtos e de suas texturas não foi bem sucedida.

Para a preparação da pele, principal etapa do processo de maquiagem, o goianiense dá algumas instruções:

- “Pode-se misturar o corretivo a um pouco de base, para dar efeito mais suave, mais natural. Corretivo é um ponto delicado, pode colocar a perder todo o processo de maquiagem.”

- “Um bom BB Cream dispensa o uso das bases tradicionais no dia a dia. E mais: nem sempre é necessário cobrir o BB Cream com pó compacto. A pernambucana tem medo de suar, de ficar com aparência de pele oleosa… mas a pele um pouco suada no fim do dia não tem problema, é sexy. O pó aumenta o risco de um efeito mascarado, artificial, envelhecido.”

- “A textura matte tem enganado as brasileiras. O matte engana muita gente. Elas acreditam que os produtos matte se sustentem por mais tempo sobre o rosto, dado o seu aspecto seco, mas isto nem sempre é verdade. Você pode usar um brilho, um iluminador, um BB Cream sem pó e, com isso, fazer a produção durar mais.”

>> “Não precisa comprar toda a maquiagem do mundo”

Marcos é um viajante, um cidadão do mundo com talento para ler pessoas, personalidades e tendências. E também um dedicado colecionador de xícaras. Compra, recebe e barganha os itens por todas as partes do globo. Depois os deixa expostos em casa, para que cada visita escolha qual xícara deseja usar. “A graça é essa, entende? Não foram feitas para simplesmente ficarem lá, só de enfeite. É uma experiência”, conta.

No mundo como hoje o conhecemos, Marcos vê uma busca cada vez mais urgente por praticidade. E desencoraja a aquisição de um arsenal extenso de maquiagem. “Não tem necessidade. Menos é mais, é eficiente, é o bastante. Não é preciso usar todas as tendências de uma só vez. Aliás, nem se deve fazer isso. Calma. Escolham”, o maquiador pondera. Para ele, uma necessáire com cinco produtos é capaz de atender a quase todas as necessidades e contemplar quase todas as ocasiões: BB Cream, máscara para cílios, blush, batom e iluminador. E brinca: “Eu acho que mulher nenhuma deveria sair de casa sem máscara e sem iluminador. Se você vai à padaria da esquina, deveria passar máscara e iluminador.”



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.