• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Beleza Da criolipólise à radiofrequência: qual o corpo da moda e os procedimentos mais requisitados? Busca por corpo saudável e satisfação pessoal deixam de lado obsessão pela magreza e questionam os padrões de beleza e a submissão a procedimentos estéticos invasivos, dando protagonismo a técnicas não-invasivas

Por: Larissa Lins - Diario de Pernambuco

Publicado em: 29/08/2017 08:01 Atualizado em: 25/08/2017 19:18

Nos anos 1990, Gisele Bündchen ganhou destaque por aura de "saúde e sensualidade", comparada a modelos absurdamente magras daquela época. Foto: Colcci/Divulgação
Nos anos 1990, Gisele Bündchen ganhou destaque por aura de "saúde e sensualidade", comparada a modelos absurdamente magras daquela época. Foto: Colcci/Divulgação

Fala-se nos bastidores da moda que a aura de sensualidade e a aparência mais saudável que a de modelos contemporâneas teriam sido determinantes para lançar à fama o nome da top brasileira Gisele Bündchen, nos anos 1990. Fala-se menos sobre isso do que se deveria. Na época, a androginia e a magreza absurda de expoentes como a britânica Kate Moss consolidavam um padrão de beleza que seria perseguido durante décadas por mulheres de todo o mundo – apontado, mais tarde, como grande motivador de distúrbios alimentares naquela geração. Gisele fugia ao padrão. Mas, com 1,80m e 52 Kg, ela não deixava de estabelecer um novo paradigma. Revisitar sua gênese no mundo da moda ajuda, agora, a entender a procura – fortalecida, nos últimos anos, por “musas fitness” das redes sociais – pela fórmula que lhe rendeu o estrelato: um corpo que, além do peso controlado, revele saúde e sensualidade. 

“As pessoas querem, cada vez mais, um corpo saudável. Querem ganhar massa magra, fortalecer os músculos, em vez de simplesmente ficarem muito magras. Elas sabem dos benefícios e querem não apenas se sentir bonitas, mas também saudáveis”, conta a fisioterapeuta Flávia Veras, uma das sócias da clínica de estética Vanity, nas Graças, Zona Norte do Recife. A moda mudou: exercícios, procedimentos estéticos, dietas, massagens e recursos da fisioterapia dermato funcional entram na conta, cujo propósito é conseguir um corpo de aparência fortalecida, que denote mais esforços conscientes do que privações.

Na Clínica Vanity, as fisioterapeutas Carol Florêncio e Flávia Veras recebem mais pacientes na época chuvosa do ano. Foto: Vanity/Divulgação
Na Clínica Vanity, as fisioterapeutas Carol Florêncio e Flávia Veras recebem mais pacientes na época chuvosa do ano. Foto: Vanity/Divulgação

É uma cidade quente, as pessoas querem exibir o corpo no verão. Mas há uma busca por saúde, autoestima… não se trata mais de uma obsessão pela magreza”, avalia Carol Florêncio, sócia de Flávia. Para facilitar o processo de emagrecimento saudável – resolvido, segundo elas, por uma equação de três elementos: estética, nutrição e atividade física —, a clínica aposta em procedimentos minimamente invasivos, como criolipólise e o chamado Magic Touch Detox (circuito de tratamentos que elimina toxinas e líquidos rapidamente, suprimindo entre 300g e 1,5kg por sessão), além de oferecer Day Spa, treinos funcionais, hidroginástica, tratamentos dermatológicos e pós-operatórios de cirurgias plásticas em geral.

É mais fácil lançar luz sobre as inquietações da atualidade quando a proximidade do verão faz aumentar a demanda por procedimentos do gênero: mais reclusas no tempo chuvoso e à espera da estação mais quente, as pessoas aproveitam essa época do ano para investir em rotinas de aperfeiçoamento do corpo, consolidando novos padrões à mesa dos consultórios. Em Pernambuco, a maioria delas almeja, segundo especialistas locais, “perder medidas”, eliminar gorduras localizadas e reduzir flacidez.

A radiofrequência tem destaque na clínica da fisioterapeuta dermato funcional Andrea Maciel. Combate flacidez e rompe células de gordura. Foto: Andressa Rangel/Divulgação
A radiofrequência tem destaque na clínica da fisioterapeuta dermato funcional Andrea Maciel. Combate flacidez e rompe células de gordura. Foto: Andressa Rangel/Divulgação

O corpo ideal, cada vez mais livre de medidas preestabelecidas — graças aos pleitos sociais pela ruptura de padrões de beleza opressores —, deve trazer a reboque maior qualidade de vida, bem-estar e equilíbrio emocional. “Conto nos dedos as pessoas que não tinham nenhuma indicação de tratamento e, mesmo assim, nos procuraram. Não há mais essa obsessão. Os pacientes são mais conscientes, mais informados. Vêm porque sabem que precisam de uma mente saudável e um corpo saudável para ter mais qualidade de vida. Estar satisfeito com o corpo beneficia a mente”, avalia Andréa Maciel, especialista em fisioterapia dermato-funcional, osteopatia e gerontologia, cujo consultório funciona em Casa Forte, na Zona Norte do Recife.

“A estética não pode caminhar sem a saúde. Às vezes, a pessoa tem sobrepeso e aquele tratamento estético não surtirá o efeito esperado, porque ela não pratica atividade física, não tem alimentação balanceada”, explica Carol Florêncio, que mantém, junto com Flávia, o reality virtual #Projeto100Dias, alimentado nas redes sociais da Vanity. A ideia é submeter personagens reais a um cronograma de pouco mais de três meses de dieta, atividade física e tratamentos estéticos — ganhos em resistência e autoconfiança são publicados nos relatos em primeira pessoa.

Corpo saudável, mente saudável. “A auto-imagem, aquilo que enxergamos em nós mesmos, é fundamental para a autoestima, o bem-estar, a autoconfiança. A visão positiva do próprio corpo nos faz sentir mais confiantes, poderosos. Todo mundo precisa se aceitar, mas também se melhorar, se sentir melhor consigo mesmo”, pondera Andréa Maciel. Num mundo em que se desconstroem cada vez mais os padrões, os paradigmas da beleza ganham novos significados: cuidar do corpo, agora mais real e saudável, pode ser mais uma ferramenta da satisfação de si mesmo, da própria mente. Como tem de ser.

Reduzir medidas ainda é a principal demanda nas clínicas de estética. Mas os procedimentos não invasivos ganharam voto de confiança nos últimos anos. Foto: Vanity/Divulgação
Reduzir medidas ainda é a principal demanda nas clínicas de estética. Mas os procedimentos não invasivos ganharam voto de confiança nos últimos anos. Foto: Vanity/Divulgação
>> ESTÁ NA MODA 
Menos invasivos, os procedimentos mais procurados são também mais eficientes se combinados a uma rotina mais saudável (dieta e exercícios regulares).

Criolipólise
É um tratamento não-invasivo, indicado para quem deseja eliminar gordura localizada em áreas específicas. Aliado a uma dieta balanceada e a uma rotina de exercícios físicos, pode reduzir até 25% de gordura na região tratada. Um aparelho, cujas “ponteiras” são acopladas ao local desejado (abdômen, “culotes”, braços...) do corpo, congela as células de gordura a temperaturas negativas, contribuindo para o seu rompimento e fazendo o corpo eliminá-las naturalmente. O tratamento atinge seu efeito máximo de dois a três meses após a sessão.

Magic touch detox
Bastante procurado às vésperas de eventos sociais e ocasiões formais, como casamentos e formaturas, o tratamento reúne diferentes procedimentos e promete a eliminação de até 1,5 Kg ao fim da sessão. O propósito é “atacar” a retenção de líquidos e eliminar toxinas do organismo, acelerando o metabolismo do corpo e estimulando os vasos sanguíneos. O protocolo tem diferentes versões, a depender das pesquisas e técnicas de cada profissional, mas consiste, geralmente, em massagens modeladoras, aplicação de argila e uso de mantas térmicas.

Estar satisfeito com o próprio corpo pode trazer inúmeros benefícios à mente, acreditam especialistas. Foto: Andressa Rangel/Divulgação
Estar satisfeito com o próprio corpo pode trazer inúmeros benefícios à mente, acreditam especialistas. Foto: Andressa Rangel/Divulgação
Radiofrequência
É indicada para combater a flacidez, a celulite e a gordura localizada. Através da geração de ondas de calor, aquecendo profundamente a pele, pode-se contrair o colágeno do corpo – estimulando, assim, a produção de mais fibras de colágeno — e provocar o rompimento de células de gordura. Os resultados dependem do aparelho e das técnicas de aplicação, mas uma avaliação prévia ajuda a determinar a necessidade de cada paciente, a fim de calibrar a temperatura durante o procedimento. Rugas e linhas de expressão também podem ser tratadas com sessões de radiofrequência.

>> SERVIÇOS

Andréa Maciel
Praça de Casa Forte, 381 - Casa Forte
Telefone: 98789-5571
@andreamaciel_fisioterapeuta

Clínica Vanity
Rua Ten. Antônio João, 68 – Graças
Telefone: 3037-0036
@vanityrecife



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.