• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Beleza Como fazer a maquiagem metalizada perfeita em oito passos simples A tendência das passarelas requer uma releitura na vida "real", mas a maquiadora Fabiana Gomes dita o caminho das pedras

Por: Larissa Lins - Diario de Pernambuco

Publicado em: 05/05/2017 10:12 Atualizado em: 04/05/2017 15:20

A tendência dos metalizados deve passar por releitura ao ser usada na "vida real": o brilho é atenuado e mais cores dão vida à composição. Foto: Peu Ricardo/DP
A tendência dos metalizados deve passar por releitura ao ser usada na "vida real": o brilho é atenuado e mais cores dão vida à composição. Foto: Peu Ricardo/DP

Não adianta vestir minissaia e passar a noite puxando a roupa para baixo, tentando esticar o comprimento da peça. É preciso “sustentar” o look. O mesmo vale para o batom vermelho, o cabelo prateado, o maxibrinco, a bolsa colorida. “E para a maquiagem, claro. Antes de incorporar uma tendência, é preciso se sentir confortável com ela. Se vai usar, vai linda, confiante. Ou não usa”, diz Fabiana Gomes, maquiadora sênior da canadense MAC Cosmetics, em visita ao Recife. Cabelão preto cacheado, usa o famoso Ruby Woo na boca, um dos ícones da marca, e figurino monocromático. Prefere os clássicos. Mas dita revoluções. Prevê cores intensas (verde, azul, amarelo, neons) nas pálpebras das próximas temporadas, lábios em tom caramelo, pele natural, pontos do rosto iluminados por gloss. 

Sobre maquiagem metalizada, alerta: a dose de brilho depende da confiança ao aderir à moda. “A maioria das mulheres tem medo de adotar o glitter na maquiagem. É algo ainda muito associado à maquiagem carnavalesca. Devemos pegar essa tendência das passarelas e interpretar o que ela quer dizer. A mensagem é ‘brilho’, que pode ser glitter, metalizado...”, explica Fabiana. Para começar, um toque de metalizado no canto interno dos olhos ou no centro das pálpebras.

Quem “sustentar” o visual, ela reforça, pode investir nos olhos ou boca metalizados. “No canto interno dos olhos fica lindo, sutil. E, conforme você se movimenta, a luz se encarrega de reforçar o metalizado, lançar essa informação. Fica atual, sem que você precise fazer um olho chapado, completamente brilhoso. O que também não seria problema, entende? Pode. Desde que você se sinta à vontade”, recomenda. 

Para balancear a equação, pele bem preparada. O matte deve ser atenuado. E os contornos marcados devem ser evitados. A pele precisa ser leve, real, a fim de ressaltar os melhores traços: “A ideia é conseguir uma versão melhorada de si mesma, sem tentar parecer outra pessoa.” Na modelo Juliane Luna, convidada pelo Diario, Fabiana Gomes trabalhou os olhos, metalizados com tons terrosos e rosé. Menos blush, menos máscara para cílios, menos pigmento nos lábios, olhar iluminado. 

Na modelo Juliane Luna, a maquiadora Fabiana Gomes apostou nos olhos: há cores, mas elas são metalizadas. Foto: Peu Ricardo/DP
Na modelo Juliane Luna, a maquiadora Fabiana Gomes apostou nos olhos: há cores, mas elas são metalizadas. Foto: Peu Ricardo/DP
>> FAÇA EM CASA
 

1. Prepare a pele: após limpar, tonificar e hidratar o rosto, é hora de preparar a pele para receber a maquiagem. Protetor solar, primer, base, corretivo. Os produtos que você normalmente usa como “básicos” para “montar o pano de fundo” da maquiagem metalizada são os mesmos da maquiagem trivial. O resultado final deve ser leve, “acordei assim.” 

2. Ilumine: o iluminador deve ser mais importante do que o contorno com produtos de tom mais escuro que a pele. Ao iluminar áreas estratégicas do rosto, a sombra é reforçada em outras e pontos fortes são valorizados. É preciso equilíbrio: o iluminador pode ser aplicado sob a base, ou coberto por nova - e leve - camada de base. A ideia é torná-lo mais discreto, para não “competir” com os metalizados. 

3. Realce: é a vez do blush nas maçãs do rosto. O tom não deve ser carregado, a fim de dar destaque aos olhos ou boca metalizados. Pêssego ou tons levemente terrosos são boas opções. 

4. Sobrancelhas: é importante pentear os fios, que devem ter aspecto natural. Há produtos úteis para corrigir falhas e realçar - sem alterar - o formato das sobrancelhas. O visual não deve parecer carregado. 

5. Olhos: os olhos esfumados com tons de marrom e violeta são uma boa opção. Deve-se misturar mais de um tom de sombra para conseguir efeito degradê. Começar pelo tom mais claro ou mais escuro fica a seu critério. Quem não tiver habilidade com pincéis, pode tentar aplicar com as pontas dos dedos em leves batidas. Correções podem ser feitas com algodão embebido em água ou demaquilante. 

6. Brilho: é a hora do metalizado. Quem se sentir confortável, pode apostar no glitter. O brilho, se a ideia for um resultado sutil, pode ser concentrado no centro das pálpebras. E, em tom mais claro, no canto interno dos olhos. 

7. Cílios: não é necessário aplicar grande quantidade de máscara para cílios, já que a sombra metalizada cumprirá o papel de dar destaque ao olhar. As mais discretas podem usar rímel em tom marrom. O preto, clássico que não sai de moda, é boa opção para a noite. 

8. Lábios: boca nude ou rosada finalizam contexto de neutralidade que deverá ressaltar o efeito metalizado dos olhos. O matte vem perdendo força e dando lugar ao gloss - que, aqui, deve ser aplicado com moderação, para não tirar o foco do esfumado metalizado das pálpebras, nem sobrecarregar o semblante. 

Fabiana Gomes, maquiadora senior da canadense MAC, dá dicas de como preparar a pele para receber os metalizados. Foto: Peu Ricardo/DP
Fabiana Gomes, maquiadora senior da canadense MAC, dá dicas de como preparar a pele para receber os metalizados. Foto: Peu Ricardo/DP


>> DICAS 
Fabiana Gomes listou uma série de dicas que devem “balizar” a maquiagem metalizada, sugestão para a próxima festa ou para quando der vontade de sair de casa iluminada. 

Pano de fundo: faça o feijão com arroz
“Acho legal falarmos em metalizado para o público final com certa cautela. Eu acho o metalizado mais fácil de incorporar à maquiagem que a gente já usa, em vez do glitter. Qualquer mudança radical provoca um trauma, então minha sugestão é começar aos poucos. Incorporar algum elemento dessa tendência - ou de qualquer outra - na maquiagem que você já está acostumada a fazer no dia a dia. Faz um olho esfumado marrom, lindo, aquele de sempre, que você já sabe como fazer. Faz o seu ‘feijão com arroz’ e finaliza com uma sombra metalizada. 

Boca: aposte nos batons com partículas de brilho
“A boca metalizada também está voltando. Temos visto muitas bocas com glitter e também batons metalizados. Na MAC, alguns antigos batons metalizados estavam esquecidos pelo público há anos. E agora voltaram, estão sendo muito procurados. Nós denominamos os batons com acabamento metalizado de frost, eles contêm partículas de brilho. Estão em alta há algumas temporadas.” 

Hidratação: nada de lábios rachados!
“Se você vai usar batom metalizado, é importante manter certos cuidados com a boca, com a pele. É recomendável, por exemplo, usar um primer de boca, hidratar bem os lábios para não ficar despelando. O metalizado costuma ter uma textura diferente, mais seca, e é preciso ter a boca preparada para recebê-lo. Hidratar é essencial, não somente todos os dias, mas a todo tempo. Aqui em Pernambuco, onde é bastante quente, isso é fundamental. Além da temperatura, as pessoas passam muito tempo em ambientes com ar condicionado, e isso acaba com a pele. Há lip conditioners (hidratantes labiais) muito eficientes para essa finalidade. Eles recuperam rapidamente a pele.” 

Esfoliação: açúcar pode salvar sua vida
“Uma boa dica é misturar os hidratantes com um pouco de açúcar. Para recuperar lábios de modelos antes de desfiles, quando precisamos agir rápido, nós usamos essa técnica. Alguns produtos têm açúcar na composição, mesmo que os grãos não sejam aparentes, e recuperam os lábios rapidamente.” 

Texturas: contraste é tudo!
“Acho muito elegante o contraste de textura. Se você vai usar maquiagem metalizada nos olhos ou na boca, por exemplo, é interessante manter parte do rosto com textura semi-opaca. Não totalmente opaca, mas quase. O centro do rosto, sobretudo.” 

Iluminador: aprecie com moderação
“Com maquiagem metalizada ou com glitter, é recomendável moderar o uso de iluminador. Se você estava pensando em usar iluminador ‘bombado’ nos contornos do rosto, você pode passar iluminador antes da base. Esse é um bom truque. Isso abafa um pouco o efeito. A base ‘aprisiona’ ele. Você consegue passar a informação do brilho, mas de modo mais discreto, mais sutil. É legal, ainda, escolher um iluminador mais leve, aplicar menos produto. Não precisa deixar de usar, mas calibrar esse uso.” 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.