Especial Chef César Santos comemora 23 anos do Oficina do Sabor apostando em ingredientes do Sertão Aniversário também marca mudanças no cardápio da casa que investe em receitas afetivas

Por: Katarina Bandeira

Publicado em: 20/11/2015 15:04 Atualizado em: 20/11/2015 16:37

Um dos destaques do cardápio é o prato da Boa Lembrança Mar de Corais do Recife.Fotos: Paulo Paiva/DP/D.A Press.
Um dos destaques do cardápio é o prato da Boa Lembrança Mar de Corais do Recife.Fotos: Paulo Paiva/DP/D.A Press.

Começar a falar sobre César Santos não é uma tarefa fácil. Homem de sorriso largo, humor contagiante e inegável dom com as panelas, o chef é um grande entusiasta da culinária regional, sendo um dos responsáveis por divulgá-la em todo o Brasil. O cozinheiro comemora, em 2015, 23 anos à frente do restaurante Oficina do Sabor, em Olinda. Para celebrar a data, ele renova o cardápio da casa com pratos que transbordam afetividade - alguns com receitas guardadas desde o começo de sua carreira - e que transitam entre ingredientes clássicos e releituras.
Jerimum, queijo coalho, carne de sol e até miúdos de galinha ganham um sabor especial em suas mãos.

Para começar as novidades, a entrada Panelinha Natto (R$ 18), com refogado de miúdos e pão, ganha uma apresentação especial ao ser servida em uma panela de cobre. Há também uma sopa de Jerimum com charque (R$ 36), sugestão leve que contempla um dos ingredientes carro-chefe da casa.


Por sinal, a nossa abóbora está em diversos pratos do chef. Um deles é o Jerimum MaraManga (R$ 118). Apesar de ter sido criado há 23 anos, o prato (acompanhado de arroz de castanhas), nunca esteve no menu. Ele vem recheado com camarões e peixe ao molho de maracujá e manga - esta última um dos frutos escolhidos para servir de inspiração para a renovação de César, pois o cardápio foi pensando justamente para valorizar os cultivos regionais de frutas como uva, abacaxi, cajá - presentes na região do Vale do São Francisco, em Petrolina, no Sertão.

Ainda entre os principais, um dos destaques já fez bonito entre os clientes da Oficina do Sabor. O Tico-tico no Fubá (R$ 68) foi apresentado em 2014 como prato da Boa Lembrança e retorna como elemento fixo do menu. Leva camarões e polvo ao molho de coco e gengibre e vem acompanhado de farofa de cuscuz com arroz, queijo coalho e castanha de caju. Para o Boa Lembrança deste ano, a inspiração ficou por conta da praia de Boa Viagem. O Mar de Corais do Recife (R$ 88) une camarões, polvo, lula e peixe, todos refogados na manteiga de ervas, acompanhados de arroz cítrico e legumes cozidos. “A ideia é lembrar o paredão de corais da praia recifense, que protege o litoral. Os frutos do mar são todos grelhados, para preservar o sabor deles”, destaca o chef.

Por fim, nada de sair sem sobremesa. O Mateus e Catirina (R$ 21) - famosos personagens do Cavalo Marinho - é uma versão local do Romeu e Julieta, apresentada em uma torta quente de goiaba e chocolate branco, servida com sorvete de creme e queijo. Outra que promete fazer sucesso é a Banana Rica do Geraldo (R$ 18), homenagem ao Bar do Geraldo (em Santo Amaro), que vem com rodelas de banana em calda com creme de pudim e suspiro gratinado.

SERVIÇO
Oficina do Sabor
Onde: Rua do Amparo, 335 - Cidade Alta, Olinda
Quando: Terça a domingo, das 11h30 às 16h e 18h à meia-noite
Informações: 3429-3331



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.