Receita Gastrô ensina truques para fazer um bife acebolado perfeito Frequente na mesa dos brasileiros prato pode ficar ainda mais suculento

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 23/09/2015 15:46 Atualizado em: 23/09/2015 15:45

Bife acebolado é uma boa pedida de proteina para o almoço. Foto: Blenda Souto Maior/DP/D.A Press
Bife acebolado é uma boa pedida de proteina para o almoço. Foto: Blenda Souto Maior/DP/D.A Press

É difícil achar quem não salive por um belo bife acebolado. Suculento, macio e bem temperado, o preparo tem um lugar especial nas mesas brasileiras. Porém, na hora de preparar a carne, o que se deve fazer? Como temperar? O tão comum bife vem cheio de segredinhos que o chef Roberto Felizardo, do Rubaiyat em Brasília, ajuda os leitores a desvendar.

Uma das polêmicas na hora de preparar é a de qual corte escolher e se é necessário bater a carne. “Na hora de preparar o bife, devemos considerar a qualidade da carne. Dificilmente você vai quebrar a fibra da carne em um filé-mignon, seja batendo, seja passando por algum amaciador”, ele explica.

Segundo o chef, a lista de carnes que podem ser utilizadas é extensa, basta avaliar a situação de cada corte e as características da carne para acertar. Se a receita for um bife acebolado, Felizardo recomenda que a peça não passe de um dedo de espessura e que tenha cerca de 175g.

DICA
Para transformar o bife acebolado em um à rolê, basta colocar os ingredientes desejados para o recheio e enrolar o bife, como se fosse uma panqueca. Volte o preparo para a panela para finalizar.

Bife acebolado

Ingredientes:
Carne cortada para bife (175g por pessoa)
200g de cebola por bife
Sal a gosto
Pimenta-do-reino a gosto

Preparo
Em uma frigideira quente, sele a carne, antes de temperar. Reserve o bife em um prato quente e tempere com o sal e a pimenta a gosto. Coloque as cebolas na mesma frigideira. Deixa-as suar para formar um caldo — se necessário, coloque uma colher de sopa de água. Finalize recolocando o bife na panela para esquentar e misturar com o molho.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.