Doce sabor Pizzas doces também têm vez. E são verdadeiramente adoradas pelos pernambucanos Prestígio, Doce de leite, Chocolate branco, Chocolate amargo, Chocolate crocante, Brigadeiro, Abacaxi, Maçã com canela e Morango com chocolate são alguns dos sabores mais encontrados

Por: Mirella Monteiro - Diarios Associados

Publicado em: 30/06/2015 14:44 Atualizado em: 30/06/2015 15:10

Foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press
Foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press


“O pernambucano tem uma verdadeira adoração a doces. Inclusive, sofremos uma cultura com abundância em açúcar oriunda da colonização portuguesa e também da riqueza dos grandes engenhos de açúcar”, afirma Cristianne Boulitreau de Menezes Barros, professora de panificação do curso superior de tecnologia em gastronomia da faculdade Senac.

Essa forte paixão por doces fez surgir – e dar certo – as pizzas doces. Romeu e Julieta, Prestígio, Doce de leite, Chocolate branco, Chocolate amargo, Chocolate crocante, Brigadeiro, Abacaxi, Maçã com canela, Morango com chocolate, Bem-casado e Cartola são algumas das mais vendidas.

Além dos amantes da inovação da receita, existem também os que acham enjoativa a mistura do salgado (massa), com o doce (recheio). “Apesar da mistura doce e salgado serem comuns em muitos países como o México, Estados Unidos, Alemanha e principalmente os países orientais, a mesma ocorre ainda de forma tímida no Brasil, porém em ascensão especialmente no Nordeste, onde o acesso a uma diversidade de doces e frutas oportuniza a inovação e a conquista de novos paladares. No entanto a harmonização é essencial para esta atração, de forma que o doce e o salgado se completem para não haver conflito de sabores”, explica a professora.

Existem também ingredientes mais recomendados para que a hamornização realmente dê certo. Para uma pizza de brigadeiro, por exemplo, o chocolate mais utilizado é o cacau em pó. Apesar disso, com o grande crescimento no ramo de brigadeiros gourmets, surge a utilização do chocolate ao leite e também do chocolate meio amargo na realização desta iguaria, tornando-os com mais sabor e requinte”, ressalta. Ela reforça ainda a importância da utilização de ingredientes de boa qualidade, pois é o que fará a diferença no resultado final.

E para as pizzas doces que levam queijo, de acordo com Cristianne, o muçarela é, sem sombra de dúvidas, o mais utilizado na elaboração da receita. Mas não só ele. Segundo ela, é comum a adição de queijos especiais como o de manteiga para a cartola. Para a pizza de Romeu e Julieta, existe o uso do cream cheese, de queijo minas ou, até mesmo, do coalho, que agregará um sabor diferenciado junto à goiabada.

A especialista afirma ainda que o Brasil, com sua extensa área geográfica e cultural, culmina na criatividade e na diversidade de sabores para esta iguaria popularizada pelos italianos e faz questão de ressaltar o Nordeste. “Na região Nordeste, por exemplo, pode-se encontrar sabores como pizza de rapadura, de pé-de-moleque, ou até mesmo uma releitura da pizza elaborada com a goma de tapioca”, pontua.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.