Harmonização Especialista explica a harmonizar queijos e bebidas Jair Jorge Leandro conhece grande parte dos 250 tipos disponíveis no Brasil

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 07/05/2015 14:50 Atualizado em: 07/05/2015 15:14

O queijo provolone por exemplo, muito encontrado em tábuas de frios, harmoniza com cervejas de trigo. Foto: Juliana Leitão/DP/D.A Press
O queijo provolone por exemplo, muito encontrado em tábuas de frios, harmoniza com cervejas de trigo. Foto: Juliana Leitão/DP/D.A Press
Basta uma passagem pelo supermercado para observar que as prateleiras de queijos andam mais recheadas. Em especial as gôndolas dos queijos especiais (ou finos). De 2006 a 2012, o venda de queijos finos passou de 72,9 mil para 122 mil toneladas, de acordo com a Associação Brasileira de Indústrias de Queijos (ABIQ). Jair Jorge Leandro, especialista em queijos, conhece a fundo grande parte dos 250 tipos disponíveis em território nacional. Para ele, nada mais prático que uma boa tábua de queijos para receber os amigos em casa.

Na montagem do menu que combine tanto com vinhos quanto com cervejas especiais, o especialista recomenda uma tábua composta por um misto de queijos suaves e outros mais pronunciados, como brie, saint-paulin, emmental, gruyère, roquefort e chèvre. São queijos importados que podem ser associados aos mineiros da Canastra, de casca lisa e amarelada, ou, ainda, ao queijo do Reino, feito em São Paulo, de massa cremosa e com pouco sal.

Geralmente, mais associados a vinhos, os queijos também vão bem com outro item que está em alta: as cervejas especiais. "Os vinhos em geral são ciumentos e não se relacionam muito bem com a concorrência. Salvo em algumas harmonizações clássicas, das quais eu não abro mão, me surpreendo com o resultado positivo da combinação de cervejas e queijos", comenta o mestre queijeiro Bruno Cabral.

O especialista recomenda cervejas especiais para harmonizar com queijos importados. Foto: Arquivo pessoal
O especialista recomenda cervejas especiais para harmonizar com queijos importados. Foto: Arquivo pessoal
Segundo ele, a carbonatação das cervejas estimula as papilas gustativas e ajuda na combinação com diversos queijos: "A cerveja elimina a gordura da língua limpando corretamente as papilas gustativas. Aí, é só partir para o próximo queijo", recomenda.

Em países que não são grandes produtores de vinhos, a tradição é acompanhar queijos com cervejas. “É importante ressaltar, no entanto, que as harmonizações devem ser restritas às cervejas especiais”, avalia Jair Jorge Leandro.

Gorgonzola e roquefort
Acompanham cervejas encorpadas e doces, do tipo stouts, imperial stouts ou belgian strong ale

Queijos semiduros (emmental, gouda, edam e gruyère)
Combinam com cervejas IPA’s, pale ale, bock e trigo

Provolone
Comum em tábuas de frios, harmoniza com cervejas de trigo



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.