Sorvetes Gelateria italiana desembarca no Bairro do Recife Pernambuco é a primeira franquia brasileira da Gelateria Cioccolatte

Publicado em: 04/02/2015 20:30 Atualizado em: 04/02/2015 21:46

Sorvete pode acompanhar ingredientes especiais, como cerejas amarenas e creme de gianduia. Foto: Cioccolatte/Divulgação
Sorvete pode acompanhar ingredientes especiais, como cerejas amarenas e creme de gianduia. Foto: Cioccolatte/Divulgação

Foi instalada, no coração do Bairro do Recife, a primeira franquia brasileira da Gelateria Cioccolatte, dirigida pelo empresário pernambucano Bruno Teixeira. A casa resgata a tradição italiana atrelada à história do sorvete e promete dar o que falar com seus diversos sabores. Com um investimento de cerca de R$ 600 mil, a Gelateria, já com uma operação em funcionamento em Portugal há cerca de seis meses, planeja inaugurar sua segunda unidade em Pernambuco ainda este ano, e investir em franquias nos próximos anos. Por enquanto, o privilégio de poder tomar um sorvete diferenciado é só dos pernambucanos.

“Foi depois de uma viagem à Itália que tive a ideia de abrir a Gelateria. Queria trazer aquele sorvete que tinha degustado na Itália para o Recife de qualquer jeito. A ideia desde o início era reproduzir a qualidade daquele produto aqui, investindo em equipamentos e matérias-primas de excelência", detalha Bruno.

Com mais de 200 sabores, a loja, situada em frente ao Marco Zero, ao lado da Caixa Cultural do Recife, produz o legítimo Gelato (tipo de sorvete italiano mais cremoso).

Feito com matéria-prima italiana, o sorvete, que pode ser servido no copinho ou na casquinha de biscoito, acompanha ingredientes especiais como pistache, cerejas amarenas e o creme de gianduia (chocolate + avelã). Além dos clássicos, a Cioccolatte traz como novidade sabores diferenciados como o de cajá, o de cartola, o de queijadinha e o de bolo de rolo. Uma bola, de qualquer sabor, custa R$ 10.

Preocupada com o público fitness, a casa ainda oferece sorvetes sem lactose e à base de elementos funcionais como whey e açaí. Quem apresenta alguma restrição alimentar pode optar pelo de alfarroba ou o de glucerna, que também custam R$ 10. O sorvete também pode ser vendido embalagens de 500g (R$ 40) e 1kg (R$ 70) para viagem. Além disso, o espaço oferece cafés em cápsula (R$ 5) da Nespresso, e doces assinados pelo pâtissier Thiago Freitas.

“A ideia é ser uma gelateria que busca sempre inovar, apresentando novos sabores. A proposta é o cliente degustar um sorvete, sem estar na Itália, com textura e sabor dignos daquele país", conclui o empresário.

Serviço:
Gelateria Cioccolatte

Onde:
Av. Alfredo Lisboa, 507, Bairro do Recife
Funcionamento:
Terça à sexta-feira, das 12h às 19h. Sábados e domingos, das 12h às 20h.
Informações:
3049-0039
 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.