Retrospectiva Produtos simples se transformaram em iguarias sofisticadas ao longo de 2014 Saiba quais ingredientes e pratos que conquistaram os paladares

Por: Vitória Maciel - Diario de Pernambuco

Publicado em: 02/01/2015 07:46 Atualizado em: 02/01/2015 08:12

A tapioca foi um dos produtos que cresceu em 2014. Foto: Everson Verdiao/Esp.DP/D.A.Press
A tapioca foi um dos produtos que cresceu em 2014. Foto: Everson Verdiao/Esp.DP/D.A.Press

Junto com novos pratos que viraram presença fixa nos restaurantes, ingredientes até então comuns também ganharam nova roupagem e novos estilos. O tradicional picolé, por exemplo, agora tem recheio e novo nome: palestas mexicanas. A kombi que vende cachorro quente na esquina, agora se chama food truck. Até um novo meme virou sensação na internet. O “raio gourmetizador” tem o poder de transformar produtos simples em cardápios sofisticados, assim como foi 2014.

Os picolés se transformaram em deliciosas paletas mexicanas que foram sucesso no ano passado. Foto: Carlos Cajueiro/Divulgação
Os picolés se transformaram em deliciosas paletas mexicanas que foram sucesso no ano passado. Foto: Carlos Cajueiro/Divulgação

A tapioca, até então comum apenas no Nordeste e recheada com o bom queijo de coalho, virou café da manhã dos sem glúten e dos mais preocupados com a saúde. Cada vez mais está substituindo o pão e ganhando o menu de todo o Brasil com diferentes opções de recheio. Assim como a batata doce, querida da turma fitness, que agora também está cada vez mais fácil de ser encontrada em um purê com ervas finas.

Para Sabrina Simões, nutricionista do Memorial Guararapes, a novidade é boa. “A tapioca, por exemplo, tem metade das calorias de um pão, além de ser produzida a partir de um produto natural, que é a mandioca, e não conter tanto sódio, gordura ou açúcar”, contou. Mas quando o chef Pedro Godoy foi questionado sobre um produto simples que ascendeu no ano passado, respondeu rapidamente que era a batata doce. “É muito versátil. Você consegue fazer crumble, purê, chips, escondidinhos e isso possibilita que ela esteja nos pratos mais simples e até nos menus mais sofisticados”, contou o chef do Vaporetto que preparou na casa “Uma mulher vestida de sol”, prato com batata doce, carne de sol, queijo coalho, pimenta biquinho e castanha de caju.

A criação é uma homenagem ao chef Rivandro França. A paleta mexicana também caiu no gosto do público pernambucano. Para comprovar, basta dar uma olhada no tamanho da fila dos quiosques Helado Monterrey, uma das primeiras marcas a aparecer no Recife. A Degusta, com fabricação própria na capital pernambucana, também quis investir no produto. O grande picolé ganhou recheio e sabores como paçoca, morango com leite condensado, brigadeiro e até whey protein - outro queridinho do ano. Marcio Bordignon, um dos sócios da marca, conta que resolveu vender o picolé mexicano por ser algo novo e já fazer sucesso em outras partes do país. “As paletas são 100% naturais, sem conservantes e de produção artesanal. Para o próximo ano, pretendemos continuar lançando uma novidade por mês, como a de dezembro que foi uma paleta de Natal com Bis e casquinha crocante de chocolate”, disse.

O simples leite em pó virou queridinho dos amantes de doce. Virou brigadeiro, sorvete, paleta mexicana e até recheio de bolo. Outro destaque foi o churros. O doce vendido na rua virou gourmet depois de aparecer em fotos na web enfeitando bolos que davam água na boca. Até brigadeiro agora tem também sabor de churros.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.