Pedaços de lembranças Tarteletes de frutas do bosque também são ótima opção de sobremesa para o Natal Docinhos também são essenciais para ceia

Por: Isabela Teixeira da Costa - EM Cultura

Publicado em: 10/12/2014 08:00 Atualizado em: 10/12/2014 16:47

A sobremesa pode ser feita com antecedência e guardada para o dia. Foto: Marcos Michelin/EM/D.A Press
A sobremesa pode ser feita com antecedência e guardada para o dia. Foto: Marcos Michelin/EM/D.A Press

Assim que chega dezembro, automaticamente os pensamentos se voltam para o Natal. Quem gosta de reunir a família e os amigos em casa já começa a pensar na ceia, o fazer, como inovar, o que variar, mas sempre tem a turma que não abre mão dos pratos tradicionais. Então, volta o dilema: como inovar ou reinventar as receitas que não podem faltar em uma ceia de Natal?

Para a chef Liliane Menezes, além de confraternização da família, o Natal é o cheiro que sentia do assado quando entrava na casa. “Hoje, a maioria das pessoas compra tudo pronto”, comenta Liliane, com saudade de sua infância. “Antes eu cozinhava tudo, depois passei muitos anos encomendando minha ceia em outros bufês para não saber o que ia comer. Aí, fiquei alguns anos sem fazer nada, de tão cansada que ficava. Este ano farei um brunch em open house para amigos no dia 25. Terá todas as perfumarias indispensáveis: rabanada, patê com geleia, waffle, panquecas americanas, ovos benedicte, naked cake e muito mais. E é claro, um prato único que ainda não decidi.” Para Liliane, outra coisa que não pode faltar é o champanhe e drinques com a bebida, como o Bellini e o Mimosa.

Liliane sempre gostou de cozinhar, mas isso não vem de família, já que sua mãe, apesar de excelente em trabalhos manuais, nunca foi boa na arte da culinária. Desde os 10 anos, ela vivia enfurnada na cozinha com as empregadas. “Quando tinha estudo em grupo com minhas colegas, era eu quem fazia o lanche com as receitas que aprendia vendo as empregadas fazerem bolos, biscoitos, etc. Até mesmo na casa delas, quando me procuravam estava na cozinha pegando novas receitas. Tinha até um caderninho.” A chef está no ramo de bufê há 20 anos e, atualmente, só atende festas, jantares e ceias menores.

Doceira de mão cheia, escolheu dar para o Degusta uma receita de família como opção de sobremesa para ceia de Natal, a tartelete de frutas do bosque. “Essa receita faz parte do cardápio da família desde que morava em Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo. Todo aniversário de família tinha esse doce, mas na época não tínhamos acesso a frutas frescas como hoje, então usávamos pêssego em calda, cereja em conserva, uvas frescas de cores variadas. Morango, só quando era época. Também usava gelatina de sabor para dar o brilho, porque nunca gostei do sabor da gelatina de folha incolor”, explica. “Hoje, já temos variedade de frutas frescas e eu sofistiquei com a calda aromatizada com a bebida.”

O bom dessa sobremesa é que ela pode ser feita com antecedência, guardar as casquinhas e recheá-las na hora, à medida que precisar. Outra vantagem é que dispensa vasilhame, como pratos e talheres de sobremesa.

Tarteletes de frutas do bosque

Ingredientes

Massa
100g de manteiga
3 colheres de sopa de água gelada
3 colheres de sopa de açúcar refinado
200g de farinha de trigo ou mais um pouquinho

Modo de fazer
Numa vasilha, coloque a água, açúcar e manteiga. Junte a farinha e misture até formar a massa e leve para gelar 15 minutos. Forre as forminhas não muito fino, fure o fundo com um garfo e leve para assar.
Rendimento das casquinhas: 20 a 25 unidades de miniforminhas para quiches de 6cm x 1cm de altura. Pode congelar. Pode fazer com antecedência e guardar em lata fechada por três dias.

Creme
2 gemas
200ml de leite condensado
300ml de leite
½ colher de sopa de maizena
½ colher de chá de baunilha

Modo de fazer
Misture tudo, leve ao fogo até engrossar. Deixe esfriar na geladeira.

Geleia de brilho
1 colher de sopa de gelatina incolor hidratada em 2 colheres de sopa de água fria (reserve).

Calda
Ferva uma xícara de água com 1/2 xícara de açúcar até dar ponto de calda rala. Junte duas colheres de sopa de rum. Retire do fogo e acrescente a gelatina hidratada. Misture bem.

Frutas
Morango picado, mirtilo, framboesa, cereja fresca ou em calda, amora fresca e hortelã

Montagem
Base de tartelete assada, creme, frutas passadas na geleia de brilho e a folha de hortelã

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.