crédito agrícola Agricultura e Economia criam grupo para trabalhar no Plano Safra diz ministra

Por: AE

Publicado em: 12/03/2019 13:48 Atualizado em:

Foto: Sergio Lima/AFP
Foto: Sergio Lima/AFP
O Ministério da Agricultura criou com o Ministério da Economia um grupo para trabalhar no Plano Safra 2019/20, informou nesta terça-feira (12) a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Como os recursos para o crédito agrícola do Plano Safra 2018/19 "já acabaram", ela quer anunciar o mais rápido possível as condições de financiamento agropecuário para o próximo ciclo. "O rápido lançamento do próximo Plano Safra dará tranquilidade ao setor, que está preocupado", disse ela, lembrando que, ainda para a safra atual, o governo federal destinou um valor extra de R$ 6 bilhões para custeio e pré-custeio. 

Tereza Cristina participa em São Paulo da Anufood Brazil - Feira de Alimentos e Bebidas, organizada pela Koelnmesse e a FGV Projetos. 

Quanto ao próximo Plano Agrícola e Pecuário, Tereza Cristina afirmou "não ter dúvidas" de que, se não for aquele que o setor está querendo, "será um plano muito bom". "O governo do presidente Jair Bolsonaro sabe que o motor da nossa economia está no agronegócio", reforçou.

Quanto ao seguro rural, ela acredita que o ministro da Economia, Paulo Guedes, pode dar ao setor "uma boa surpresa". 

Ela disse que pretende chegar a R$ 1 bilhão em recursos para o seguro rural - ante R$ 600 milhões da atual safra. "Queremos trabalhar o aumento (dos recursos) do seguro rural, para que possamos ter uma base maior de produtores acessando (essa ferramenta)", mencionou. "Com a possibilidade de segurar mais lavouras, isso fará com que instituições financeiras privadas possam emprestar para o agronegócio com segurança", disse. "Diminuindo o risco, com seguro rural, espero que caia o spread bancário e os juros também."



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.