DP Empresas Mercado da Torre terá espaço multiuso

Por: Rochelli Dantas - Diario de Pernambuco

Publicado em: 23/02/2019 09:00 Atualizado em: 21/02/2019 20:20

Ricardo, Adriana e Eduardo são responsáveis pelo mercado e comandarão âncora do terreno. Foto: Peu Ricardo/DP ( Foto: Peu Ricardo/DP)
Ricardo, Adriana e Eduardo são responsáveis pelo mercado e comandarão âncora do terreno. Foto: Peu Ricardo/DP
Foi preciso quase um ano de estudo de viabilidade e desenvolvimento do modelo de negócio até que o projeto fosse desenvolvido. Inspirado nos mercados de gastronomia e varejo de alimentos europeus, como os de Ourique (Portugal) e o Borough Market (Inglaterra), o Mercado da Torre, que funcionará no bairro homônimo, abre as portas na próxima semana. A proposta é oferecer produtos e experiências diferenciadas em um único ambiente. Com uma área total de 5.700 metros quadrados, o projeto contará com 16 operações de conveniência, gastronomia e serviços, gerando cerca de 300 empregos, diretos e indiretos.

“Nossos estudos apontaram que a região é promissora e já tinha um histórico de polo de efervescência cultural e boemia. Identificamos 90 mil moradores na Torre e bairros vizinhos e público nas classes A, B e C. Também medimos um tempo médio de deslocamento de 15 minutos até o espaço (fora dos horários de pico). É uma proposta nova. Uma pequena experiência do que são os mercados europeus”, afirma o consultor do projeto, Eduardo Falcão. O valor do investimento não foi revelado.

O terreno arrendado abrigou por anos uma unidade do Sesi. Após o contrato assinado, há cerca de um ano, foi iniciada a triagem dos empreendimentos que iriam compor o projeto. “Nosso negócio é familiar há 13 anos e queríamos ampliar o leque de atuação com algo diferente. Sempre visitamos esses mercados quando viajamos e foi essa nossa inspiração”, detalha o sócio do Mercado da Torre, Eduardo Batista. Além dele, o projeto está sendo tocado por Ricardo (irmão) e Adriana Batista (mãe).

A Portus Delicatessen, negócio da família, será a âncora do empreendimento, com 750 metros quadrados de loja. Além desse, a família tocará: Horta Frutas, Verduras e Peixes, O Bar (bebidas) e Petiscaria (petiscos e comidas regionais), esses dois últimos no chamado Armazém Original. Dentro do Mercado da Torre funcionarão ainda: Universo da Carne, Oficina Cabrón (barbearia), La Glace (Sorvetes Artesanais), Ponto do Açaí (crepes e saladas), Anka (sushi e culinária oriental), Tomassa (pizzas e massas), Coffee Cube (cafeteria), Speck Haus Burger (burgueria), Tablero (steakhouse).

“Temos ainda dois espaços que estamos negociando. Um deles, já estamos fechando o contrato, que será algo também na área de serviços. O outro ainda estamos avaliando qual será a opção mas acreditamos que deve ser algo de conveniência. Mas, neste caso, temos propostas que ainda estão sendo avaliados”, conta Eduardo Batista. A inauguração será realizada em formato soft open. “Ao longo dos próximos seis meses os projetos vão sendo ativados”, acrescenta. De acordo com o sócio, em breve, o espaço contará com bicicletário, fraldário, ponto de coleta seletiva, wi-fi gratuito, banco 24 horas, parque infantil, atendimento para pessoas com necessidades especiais e área de conveniência.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.