eforma da previdência Líder do Senado defende a utilização da PEC de Temer da Previdência

Por: Hamilton Ferrari - Correio Braziliense

Publicado em: 12/02/2019 11:04 Atualizado em:

Olímpio ainda ressaltou que conversou com Guedes sobre o apoio dos parlamentares à reforma. Foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press
Olímpio ainda ressaltou que conversou com Guedes sobre o apoio dos parlamentares à reforma. Foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press
O líder do PSL no Senado Federal, Major Olímpio (SP), disse, após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na manhã desta terça-feira (12/2), que os parlamentares têm perspectivas positivas em relação à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que modifica os benefícios previdenciários. Ele defendeu a utilização da reforma enviada pelo governo Michel Temer para acelerar o trâmite.

Segundo o líder, as perspectivas de apoio da reforma são positivas. “A reforma em si é mais do que necessária. Pesquisas feitas de apoiamento dá a maioria dos senadores à reforma em si”, citou. “Vai depender, logicamente, das variantes de conteúdos que estarão na reforma: idade mínima, regra de transição, os conteúdos da reforma como um todo, que isso só no momento em que o presidente bater o martelo em relação ao conteúdo final”, completou.

A equipe econômica ainda avalia os temas propostos e a maior possibilidade de maior apoio no Congresso Nacional. Olímpio disse que o papel é sensibilizar a área política para obter um resultado positivo em espaço de tempo o mais tempo possível. 

Para isso, garantiu que será preciso conversar com o MDB no Senado. “Lógico que temos que conversar com o MDB. Tem a maior bancada com 13 parlamentares. É fundamental nesse processo. No Senado, vamos ter sempre que ter 49 votos, que é o número mágico para a gente ir lá. E isso não só em relação à reforma da Previdência, como qualquer texto de alteração constitucional”, afirmou.

Olímpio ainda ressaltou que conversou com Guedes sobre o apoio dos parlamentares à reforma. “Hoje, por exemplo, nós temos uma reunião do colégio de líderes para a definição das comissões temáticas da Casa para fechar os blocos e, logicamente, vou levar nossas expectativas postivss em respeito do Paulo Guedes, em relação ao Senado”, disse o senador.

O líder apontou ainda que o governo pode tentar utilizar a PEC enviada pelo gestão de Michel Temer em 2017. Guedes ressaltou na última semana que deveria seguir o rito normal, assim como o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ou seja, seria encaminhado um novo texto.

“Estamos discutindo todas as possibilidades, de ter já um processo no curso final, que é aproveitar toda a PEC 287 e fazer eventualmente emendas de plenário”, ressaltou o líder.

Major Olímpio também avalia que não há problema em tramitar à reforma da Previdência em concomitância com  o pacote anticrime elaborado pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro. “As duas coisas são fundamentais. Quando você pergunta o que mais desespera a população hoje não é nem o desemprego, é a violência. Não vejo que tenha relação, ou passa uma coisa ou passa outra”, afirmou.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.