davos Prioridade número um é a reforma da Previdência, diz Guedes

Por: AE

Publicado em: 23/01/2019 16:00 Atualizado em:

Paulo Guedes, em Davos, na Suíça, durante entrevista à Bloomberg TV - Foto: Alan Santos/PR
Paulo Guedes, em Davos, na Suíça, durante entrevista à Bloomberg TV - Foto: Alan Santos/PR
Parte essencial no plano do governo Bolsonaro para zerar o déficit fiscal já em 2019 é a implementação de reformas estruturais, em especial a aprovação de uma profunda reforma da Previdência. A afirmação foi feita nesta quarta-feira, 23, pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em Davos, na Suíça, durante entrevista à Bloomberg TV.

"Mais da metade do déficit fiscal será resolvido com a reforma da Previdência, esta é a prioridade número um", declarou Guedes.

O ministro explicou que o País tem menos de 11% da população recebendo aposentadora, mas o sistema "já está quebrado". "Precisamos consertar o antigo sistema e introduzir um novo sistema, fazendo a transição para o modelo de capitalização", explicou.

Como medida complementar para zerar o déficit, o ministro disse que, com um corte moderado de 10% dos subsídios estatais, estimados na faixa de US$ 100 bilhões pelo ministro. "Se cortar 10% desse número, já temos mais US$ 10 bilhões", comentou.

Ao final da entrevista, Guedes reforçou a importância de implementar as reformas estruturais rapidamente. "A urgência está nas reformas estruturais, queremos fazer a reforma mais importante o quanto antes, que é a reforma da Previdência", afirmou o ministro da Economia.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.