DAVOS Guedes desabafa e diz que se fala muita bobagem do que acontece em Davos ao País

Por: AE

Publicado em: 23/01/2019 10:37 Atualizado em:

Foto: Mauro Pimentel/AFP
Foto: Mauro Pimentel/AFP
O ministro da Economia, Paulo Guedes, desabafou nesta quarta-feira, 23, sobre como alguns veículos de imprensa têm relatado a participação da equipe econômica durante o Fórum Econômico Mundial de Davos. "Quanta bobagem se fala para o Brasil", criticou, mostrando algumas notícias no seu celular que o citavam.

Uma delas, segundo o ministro, trazia que ele havia "fugido" de uma sessão com o Fundo Monetário Internacional (FMI). "Eu não tenho um segundo de calma (em Davos). Hoje já fiz reuniões com BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) e outra mediada por Tony Blair", citou. 

Nesta última, ele relatou que se tratou de um painel sobre infraestrutura, com ministros de Finanças de outros países e organismos multilaterais internacionais. "Discutirmos como esses organismos podem ajudar a trazer o setor privado por meio de Parcerias Público-Privadas (PPP) para investirem em infraestrutura no mundo inteiro", relatou, dizendo que porta-vozes de vários bancos de investimento multilaterais, como do BID e do Novo Banco de Desenvolvimento (mais conhecido como Banco dos Brics), também estavam no painel.

"Desde cedo estou em reuniões", alegou e, se voltando para a reportagem do Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), disse: "Você tem me acompanhado e tem visto isso, então tenho que escolher painéis. Tive que escolher."

Ele explicou que realmente preteriu a sessão do FMI a outro que atendia mais às necessidades atuais do Brasil, mas não se lembrava qual exatamente era por causa da intensidade de sua agenda no evento de Davos. 

"O FMI era problema nosso dos anos 80 e 90. Nosso problema hoje é infraestrutura. Não estamos em situação de crise de balanço e pagamentos. Por isso preferi ir para outro lugar", disse Guedes.

Ele também relatou que por causa da correria das agendas de compromissos que vem tendo durante o Fórum, não tem tido tempo nem para se alimentar. "Estou só na base do sanduíche."


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.