Parceria Embaixador de Israel diz que país estuda importar carne congelada brasileira O embaixador de Israel apontou que Israel o país pretente aumentar suas relações comerciais com o Brasil por meio da aquisição da proteína animal

Por: AE

Publicado em: 05/01/2019 09:37 Atualizado em: 05/01/2019 09:44

Foto: Casa Rosada
Foto: Casa Rosada

O embaixador do Israel no Brasil, Yossi Shelley, disse que há uma expectativa no seu país para a visita do presidente eleito Jair Bolsonaro. Em entrevista à Agência Brasil publicada neste sábado, ele afirmou que está certo de que a transferência da embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém acontecerá, mas que não há ainda uma discussão sobre prazos. E apontou que Israel estuda aumentar suas relações comerciais com o Brasil por meio da aquisição de carne congelada. 

"O governo brasileiro é soberano para dizer quando. A transferência acontecerá, mas aguardamos o momento. (...) Essas coisas não serão obstáculos para a nossa relação", disse. Segundo ele, Israel estabeleceu, por meio de decreto, que parará de comprar "carne viva" e passará a importar carne congelada. "O mercado de Israel de carne congelada pode superar US$ 200 milhões ou US$ 300 milhões por ano", disse. 

Ele afirmou ainda que se discute uma parceria entre os governos na área de satélites, para construção conjunta na base de Alcântara.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.