Economia Material escolar tem diferença de preços de mais de 270% em Pernambuco Fiscais do Procon Pernambuco avaliaram mais de 60 itens

Publicado em: 04/01/2019 16:36 Atualizado em: 04/01/2019 17:33

Procon Pernambuco realizou uma pesquisa dos produtos mais procurados na lista de material escolar. Foto: Pixabay / Divulgação
Procon Pernambuco realizou uma pesquisa dos produtos mais procurados na lista de material escolar. Foto: Pixabay / Divulgação
Para orientar os pais e responsáveis na hora da compra, o Procon Pernambuco, órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, realizou uma pesquisa dos produtos mais procurados na lista de material escolar. Os fiscais avaliaram 60 itens entre: tintas, fitas adesivas, réguas, apontadores de lápis, tesouras, cadernos com espiral ou  brochura, lancheiras, lápis pretos, lápis de cor, canetas esferográficas ou hidrográficas, gizes de cera; borrachas brancas, massas de modelar, mochilas e papeis. A pesquisa aconteceu em sete estabelecimentos, cinco no Recife e dois em Olinda.

A fiscalização do Procon mostrou grandes distorções. A folha de cartolina foi a que apresentou maior diferença, 273,75% sendo encontrada encontrada por R$ 0,80 e R$ 2,99. O segundo produto com maior diferença foi o papel crepom encontrado por R$ 0,50 e por R$ 1,20 com 140% de diferença no preço. Entre os cadernos o que registrou maior diferença percentual foi o de dez matérias (200 folhas), 125,96% de um estabelecimento para outro com uma variação de preço de R,60 e R$ 32,99. Giz de cera, borracha e apontadores também tiveram diferenças de mais de 100% nos seus preços. Já massa de modelar, caneta e lápis foram os itens com menores alterações de valor.

Em relação à pesquisa realizada em janeiro de 2018, a equipe de fiscais constatou que o apontador de lápis subiu 86,67%. Ano passado o produto era vendido por R,75 e agora por R$ 1,40. Foram comparados os 34 produtos, dos quais sete reduziram o valor e 21 registraram aumento de preço. Seis deles mantiveram o valor. Para o consumidor ter acesso à pesquisa, pode solicitar através do email: imprensaproconpe@gmail.com. Na pesquisa são encontrados marcas, nomes dos estabelecimentos e os preços praticados por cada um.

Informações do Procon-PE 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.