DP Empresas Praticidade como aliada para expansão do Yutake Sushi Yutake Sushi vai transformar espaço em Casa Forte em restaurante e abrir unidade física em Boa Viagem

Por: Luciana Morosini

Publicado em: 16/12/2018 10:00 Atualizado em: 13/12/2018 20:30

Empresa começou operação com o conceito de "pegar e levar". Foto: Yutake/Divulgação
Empresa começou operação com o conceito de "pegar e levar". Foto: Yutake/Divulgação

A correria do dia a dia pode ser encarada como oportunidade de negócios para muitos empreendedores. Novos formatos passam a surgir no mercado para suprir as demandas de quem precisa de um produto ou serviço, mas não tem muito tempo (ou dinheiro) para gastar. O setor de alimentação, inclusive, é um dos que se beneficia com essas novas possibilidades. Foi justamente aproveitando este novo nicho de mercado que nasceu o Yutake Sushi, um restaurante japonês inaugurado em Casa Forte com o conceito de "take away" ou %u201Cpegar e levar%u201D. Formato que deu certo e, com pouco mais de um ano de operação, o empreendimento já comemora a expansão e novos projetos para 2019.

O Yutake foi inaugurado em setembro do ano passado, depois da descoberta do formato em modelos de negócios semelhantes na Europa. "Vimos que na Inglaterra é um tipo de negócio que funciona bem e que havia espaço no mercado local para um empreendimento que apostasse na praticidade. Além disso, montamos um cardápio inovador para agregar", explica Mauro Arruda, que contou com o apoio do sócio e chef Diego Cysneiros na escolha do menu. O investimento inicial na unidade em Casa Forte foi de R$ 150 mil, na operação que conta com "pegue e leve" e também com delivery.

Ao completar um ano, o Yutake expandiu sua operação para Boa Viagem. Com investimento de mais R$ 55 mil, a empresa passou a fazer entrega como delivery na Zona Sul do Recife. "A gente abriu esta operação neste formato para testar o mercado local. Funciona em uma loja pequena em uma galeria e só para entrega", conta Mauro. Porém os negócios começaram a ganhar corpo e os planos para 2019 são mais ousados. O planejamento dos sócios é ampliar as operações e os novos projetos têm previsão de começar a funcionar no segundo semestre do próximo ano.

Mauro Arruda e Diego Cysneiros fizeram investimento inicial de R$ 150 mil na unidade de Casa Forte e hoje já fazem novos aportes. Foto: Gabriel Melo / Esp. DP
Mauro Arruda e Diego Cysneiros fizeram investimento inicial de R$ 150 mil na unidade de Casa Forte e hoje já fazem novos aportes. Foto: Gabriel Melo / Esp. DP

O local que hoje abriga o delivery e o espaço para pegar e levar na Zona Norte vai passar por uma reforma para ganhar características de restaurante, com mais um aporte que chega a R$ 80 mil. "Vamos separar as operações na Zona Norte. No atual local vai continuar funcionando o take away e o restaurante porque são operações que podem conviver bem juntas. E vamos levar o delivery para outro local", detalha o sócio. Já a unidade de Boa Viagem vai mudar de lugar para se transformar em uma loja física. "Já temos o ponto pré-fechado, vai ficar em uma galeria na Avenida Conselheiro Aguiar, mas ainda não posso adiantar detalhes", revela Mauro Arruda.

Além disso, todo o formato da operação do Yutake foi pensado para que ele possa se transformar em franquias. E os planos de expansão também seguem por esta linha. "A gente já trabalha com processos replicados para criar esse padrão. Nossa expectativa é abrir filiais regionais", ressalta. Com tantas perspectivas de ampliação dos negócios, Mauro Arruda revela que a projeção de faturamento para setembro do próximo ano, já com as novas operações em funcionamento, é de chegar a R$ 1,5 milhão. "O primeiro ano foi muito bom, faturamos bem, consolidamos a marca e agora queremos crescer com esta operação", conclui.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.