Taxa Juro médio de cartão de crédito rotativo cai em outubro para 275,7% O juro do rotativo é uma das taxas mais elevadas entre as avaliadas pelo Banco Central

Por: AE

Publicado em: 28/11/2018 14:51 Atualizado em:

Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil
O juro médio total cobrado no rotativo do cartão de crédito caiu 3,4 pontos porcentuais de setembro para outubro, informou nesta quarta-feira (28) o Banco Central (BC). Com isso, a taxa passou de 279,1% para 275,7% ao ano.

O juro do rotativo é uma das taxas mais elevadas entre as avaliadas pelo BC. Dentro desta rubrica, a taxa da modalidade rotativo regular passou de 259,9% para 253,2% ao ano de setembro para o mês passado. Neste caso, são consideradas as operações com cartão rotativo em que houve o pagamento mínimo da fatura.

Já a taxa de juros da modalidade rotativo não regular passou de 292,2% para 291,1% ao ano. O rotativo não regular inclui as operações nas quais o pagamento mínimo da fatura não foi realizado.

No caso do parcelado, ainda dentro de cartão de crédito, o juro passou de 164,5% para 166,1% ao ano.

Considerando o juro total do cartão de crédito, que leva em conta operações do rotativo e do parcelado, a taxa passou de 62,3% para 60,2% de setembro para outubro.

Em abril de 2017, começou a valer a nova regra que obriga os bancos a transferir, após um mês, a dívida do rotativo do cartão de crédito para o parcelado, a juros mais baixos. A intenção do governo com a nova regra era permitir que a taxa de juros para o rotativo do cartão de crédito recuasse, já que o risco de inadimplência, em tese, cai com a migração para o parcelado.

Spread médio no crédito livre


O spread bancário médio no crédito livre subiu de 28,6 pontos porcentuais em setembro para 29,6 pontos porcentuais em outubro.

O spread médio da pessoa física no crédito livre foi de 42,0 para 43,0 pontos porcentuais no período. Para pessoa jurídica, o spread médio passou de 12,1 para 12,7 pontos porcentuais.

O spread médio do crédito direcionado foi de 3,7 para 4,0 pontos porcentuais de setembro para outubro. Já o spread médio no crédito total (livre e direcionado) passou de 17,4 para 18,0 pontos porcentuais no período.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.