ÍNDICE DE FRAGILIDADE Petrobras tem menor Índice de Fragilidade, segundo pesquisa do TCU O TCU utilizou metodologias de cálculo dos poderes econômico e de regulação

Por: AE

Publicado em: 26/11/2018 11:22 Atualizado em:

Foto: Pedro Teixeira/Agência Brasil
Foto: Pedro Teixeira/Agência Brasil
A Petrobras é a empresa de menor Índice de Fragilidade de Controles de Fraude e Corrupção entre estatais, órgãos públicos, agências reguladoras, autarquias e fundações, segundo levantamento do Tribunal de Contas da União (TCU). Em nota à imprensa, a estatal diz que é possível concluir ao se observar os gráficos da pesquisa que não foi encontrada fragilidade de controles de fraude e corrupção na Petrobras, "a não ser o próprio tamanho da companhia", pois a metodologia adotada considera o "Poder Econômico".

O TCU utilizou metodologias de cálculo dos poderes econômico e de regulação. Considerando-se apenas a segunda, "Poder de Regulação", a Petrobras informa que não aparece no mapa de empresas com fragilidades em controles de fraude e corrupção divulgado.

"O ponto de maior Poder Econômico é a Petrobras, que também possui o melhor nível de controle do universo analisado. Entretanto, a estatal se encontra na faixa de exposição alta, devido ao seu alto orçamento de mais 460 bilhões de reais", diz o item 70 do relatório do TCU.

A pesquisa está disponível em https://meapffc.apps.tcu.gov.br


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.