empreendimento Shopping Igarassu abre as portas nesta terça-feira Empreendimento contará com 75 lojas, 260 vagas de estacionamento e grandes marcas varejistas

Por: Thatiana Pimentel

Publicado em: 26/10/2018 08:24 Atualizado em: 26/10/2018 08:27

Projeta-se que centro comercial tenha raio de alcance de mais de 125 mil pessoas. Foto: Shopping Igarassu/Divulgação
Projeta-se que centro comercial tenha raio de alcance de mais de 125 mil pessoas. Foto: Shopping Igarassu/Divulgação
Pernambuco ganhará outro centro de compras na próxima terça-feira, o Shopping Igarassu. Com 75 lojas, sendo quatro âncoras e mais 12 quiosques, o empreendimento tem 8,6 mil metros quadrados de Área Bruta Locável (ABL), cinema com salas 2D e 3D e estacionamento com 260 vagas. Depois de uma rápida solenidade para convidados, às 9h, o shopping abrirá ao público a partir das 10h. Entre as marcas já definidas estão a Americanas, Casas Bahia, Emanuelle, Império Móveis e Eletro. As três salas de cinema serão operadas pela Moviemax e cada uma terá capacidade para 170 pessoas.

“Nosso raio de influência ultrapassa os 125 mil moradores de Igarassu. Queremos atrair também a população de Itapissuma, Abreu e Lima, Araçoiaba e até Goiana. Como resultado, temos 300 mil potenciais consumidores”, explica Eduardo Godoy, superintendente do mall. Segundo o gestor, o shopping contará, em breve, com loja de serviços do Detran, lotérica Igarasorte e bancos 24 horas, além da clínica odontológica NEO, que funcionará no mesmo horário do shopping. “Queremos oferecer também uma opção de entretenimento para a população local, um lugar onde as pessoas podem se encontrar e ter algo para fazer mesmo à noite, quando a cidade está parada”, ressalta Godoy.

A praça de alimentação, com 280 lugares, terá, entre outras operações, os restaurantes Capilé e Laça Burguer, e, na sequência, Pizzaria Atlântico e Subway, entre outras. O shopping terá, ainda, operações em quiosques da McDonald´s, Açaí Concept e Café Santa Clara. Com todas as operações em funcionamento, devem ser geradas 500 novas vagas de emprego na cidade. “A ideia nasceu em 2013, ano que o litoral Norte começou a se desenvolver de forma mais evidente. Nossa arquitetura é horizontal, com térreo e primeiro, porque queremos favorecer o encontro das famílias locais”, detalha.

Todo o projeto teve grande preocupação com a sustentabilidade, tendo aproveitamento de água da chuva e de iluminação natural, e acessibilidade, contando com rampas, escadas rolantes e elevadores em pontos estratégicos. O superintendente do mall, Eduardo Godoy, adianta que 53% da área bruta já está ocupada. “Acreditamos que o shopping tem o tamanho adequado para atender a região.” Os cinemas, que serão da rede MovieMax, começam a funcionar na próxima quinta-feira. Mais informações no http://www.shoppingigarassu.com.br/.

Black Friday para compras do Natal

Um pouco mais de um terço (37%) das compras da Black Friday deste ano, a megaliquidação do varejo marcada para a penúltima sexta-feira de novembro, é antecipação de compras de Natal. No caso de itens de vestuário, essa fatia é bem maior e chega a 53% do faturamento da megapromoção. Já para os eletrônicos, a participação está abaixo da média e corresponde a 32% das vendas.

Os dados fazem parte de uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) em parceria com a Ferraz Pesquisa de Mercado para saber as grandes tendências do evento deste ano.  Nos últimos anos, varejistas e especialistas em mercado de consumo já tinham notado que a Black Friday vinha tomando espaço do faturamento do Natal. No entanto, não havia um dado que mostrasse a ordem de grandeza desse deslocamento de vendas. 

“Essa é a grande revelação”, afirma o presidente da SBVC, Eduardo Terra. Apesar da insegurança por parte dos consumidores provocada pelo desemprego em níveis elevados e pelo período pré-eleitoral, a enquete mostra que a totalidade dos entrevistados quer aproveitar a liquidação. 

Eles também estão dispostos a gastar um pouco mais nas lojas físicas e no comércio eletrônico. Neste ano, o desembolso médio nesses canais de vendas deve ser de R$ 1.283 por pessoa. No ano passado, o gasto médio da Black Friday nas lojas físicas e no comércio online tinha sido R$ 1.178, segundo o Ebit, consultoria especializada em canal eletrônico.

 O comércio eletrônico deve faturar R$ 2,43 bilhões na Black Friday, alta de 15% na comparação com o ano passado. O número de pedidos pode registrar expansão de 6,4%, passando de 3,76 milhões para 4 milhões.    

Resultado que chama atenção é que, mesmo mais propenso às compras, a desconfiança dos brasileiros nas promoções é elevada. Pra 67% dos entrevistados, as promoções ainda não estão num patamar sólido.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.