Empreendimentos Novos projetos para o Reserva do Paiva Bairro planejado vai entregar um empreendimento no primeiro semestre de 2019, lançar outro no segundo semestre e volta a buscar âncoras para a área de serviços

Por: Luciana Morosini

Publicado em: 14/10/2018 08:00 Atualizado em: 11/10/2018 21:05

Residencial Paradiso conta com estrutura de lazer diferenciada e o nível de acabamento é considerado alto. Foto: Divulgação/Paiva (Foto: Divulgação/Paiva)
Residencial Paradiso conta com estrutura de lazer diferenciada e o nível de acabamento é considerado alto. Foto: Divulgação/Paiva
Mesmo com a economia brasileira ainda sofrendo com os efeitos da crise econômica, afetando de forma efetiva o setor da construção civil, o Reserva do Paiva continua com projetos de crescimento. O Índice de Velocidade de Vendas (IVV) registrado em julho pela Fiepe foi de 8,3% no estado, o melhor desempenho do ano até o momento. E o bairro planejado no Litoral Sul de Pernambuco seguiu a mesma tendência, com 46 vendas no mesmo mês. No fechamento do semestre, o resultado foi de 63 salas e 98 residenciais comercializados, alcançando um Volume Geral de Vendas (VGV) de R$ 102 milhões. Agora o Reserva do Paiva se prepara para entregar o residencial Paradiso no primeiro semestre de 2019 e lançar um novo empreendimento no segundo semestre do próximo ano. Além disso, novas âncoras da área de serviço estão sendo estudadas.

O Reserva do Paiva conta com 14 empreendimentos, entre residenciais, um hotel, um complexo empresarial multiuso, parques públicos, colégio e um centro gastronômico, e a próxima entrega será o residencial Paradiso. “Estamos oferecendo nele tudo aquilo que o Paiva buscou entregar ao mercado, que é qualidade de vida, estrutura de lazer diferenciada, com um nível de acabamento muito alto. O Paradiso já é um sucesso de vendas e vai ser também na hora da entrega”, conta Ricardo Carneiro, diretor da OR.

Além da entrega do Paradiso, para 2019 também existe o plano de lançar um novo empreendimento. “Estamos diminuindo nossos estoques e temos que pensar no futuro do Paiva, na continuidade dele e em novos negócios. Vamos colocar um novo empreendimento no segundo semestre. Estamos estudando ele com cuidado para atender as necessidades dos clientes. Ele vai ter a cara do Paiva, vai ser a beira-mar, um produto exclusivo”, detalha o diretor.

Outro projeto é levar para o Reserva do Paiva novas âncoras para ampliar a oferta de serviços. O bairro planejado já conta com um colégio e um espaço gastronômico. “Temos prospectado na área de serviços, queremos trazer algumas novidades, como uma super loja da Ypiranga, que seria a terceira super store do Brasil”, revela. A ideia é retomar as conversas iniciadas em 2017 e 2018 com investidores, mas que não foram concretizadas por conta da instabilidade da economia. “Estamos trabalhando também fortemente um centro de saúde. Um bairro planejado tem que ter todos os atributos”, diz.

Mercado
A construção civil ainda sente os efeitos da crise, principalmente por conta da redução do poder de compra da população. Porém, aos poucos, o setor começa a se reestruturar para retomar o crescimento. “A gente percebe que as pessoas estão retomando a confiança para investir em um imóvel, que é um bem de consumo durável. O volume de proposta e fechamento está superior a 2017. E o normal é que o segundo semestre seja mais positivo em todas as áreas do varejo. Com a proximidade das eleições, houve uma desaceleração, mas com a finalização desse processo, esperamos uma retomada mais consistente”, explica Ricardo Carneiro.

A expectativa, inclusive, é fechar 2018 com um salto sobre 2017. “O VGV vai ultrapassar os R$ 100 milhões, enquanto no ano passado foi de R$ 60 milhões. A nossa meta era ainda acima disso, mas a gente entende que o mercado precisa do seu tempo. Por isso os lançamentos precisam ser pensados e ter a hora certa para acontecer. Assim pensamos que o momento ideal para lançar o novo empreendimento é no segundo semestre de 2019”.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.