Expansão Mingus, já conhecido no Recife, estuda abrir unidade na Europa Além disso, o restaurante localizado em Boa Viagem vai trazer novidades em seu funcionamento para passar a ser uma operação diferente

Por: Luciana Morosini

Publicado em: 13/10/2018 10:00 Atualizado em: 13/10/2018 12:32

Espaço na Zona Sul vai passar a abrir para o almoço de sábado e o jantar de domingo. Foto: Mingus/Divulgação (Foto: Mingus/Divulgação)
Espaço na Zona Sul vai passar a abrir para o almoço de sábado e o jantar de domingo. Foto: Mingus/Divulgação

O restaurante Mingus traz novidades em seu menu e não se trata apenas de sua culinária contemporânea. A mudança inicial será dada no espaço que fica em Boa Viagem, que vai passar a abrir, em um primeiro momento, para o almoço de sábado. Logo depois, o restaurante passará a funcionar também para o jantar de domingo. A ideia é que nas duas ocasiões a proposta do cardápio seja diferenciada e, com isso, a expectativa é dobrar o faturamento em cinco meses. Além disso, também está sendo estudado um plano de expansão, com possibilidade de abrir uma segunda unidade do Mingus em Portugal.

O sócio Nicola Sultanum, que está à frente dos negócios desde 2002, está fazendo uma pós na Inglaterra e divide seu tempo entre o país estrangeiro e o Brasil. Lá, um dos polos da gastronomia mundial, ele aproveita para somar conhecimento para incrementar no Mingus. “Nicola está em Londres e, dentre os cursos, está fazendo o de gastronomia. Além disso, ele está conversando com vários chefs e pesquisando sobre operações diferentes, ele está abrindo canais”, explica Fábio Gueiros, sócio que vai ampliar a sua presença na casa.

Fábio Gueiros adiantou algumas das muitas novidades que estão por vir. Foto: Peu Ricardo/DP
Fábio Gueiros adiantou algumas das muitas novidades que estão por vir. Foto: Peu Ricardo/DP

Para ele, a ideia é manter a tradição do Mingus com uma gastronomia contemporânea que leva ingredientes brasileiros, mas também fazer dele uma operação diferente. “Antes, eu era apenas um sócio investidor, era como se fosse um hobby para mim porque sempre tive um olhar apaixonado para a gastronomia e para o vinho. Mas, com a crise, passamos a olhar como um negócio, sabíamos que tínhamos que transformar a casa e começamos a criar alternativas. A melhor forma era investir, fazer diferente dos outros restaurantes e abrir novas casas”, pontua Fábio Gueiros.

Novidades
Segundo Fábio Gueiros, muitas novidades estão por vir. A primeira delas será na unidade de Boa Viagem, com a futura abertura para o almoço do sábado, em novembro, e o jantar do domingo, em dezembro. “A gente não tinha esse perfil, mas estamos tentando montar uma operação diferente. Estamos trabalhando com um chef para montar um cardápio específico para o sábado, com pratos que podem ser compartilhados, com uma comida mais ousada. Queremos trazer um preço mais barato porque a gente entende que a pessoa não está disposta a pagar em um almoço de sábado o mesmo que em um jantar. Teremos uma operação com perfis diferentes, com estas opções, com menu degustação e com cardápio mais barato e rápido no almoço do dia a dia”, detalha.

Além disso, já está em estudo a possibilidade de levar o Mingus para Portugal. “Fizemos um estudo de onde seria um bom lugar para abrir uma segunda unidade, vimos vários lugares no Brasil e nossas pesquisas apontaram que Lisboa era o melhor mercado para entrar. Já fizemos uma análise mercadológica e agora estamos fazendo uma qualitativa para ver como se posicionar e se combina com o perfil do Mingus”, esclarece Fábio Gueiros. O estudo deverá ficar pronto em dezembro, quando será definida sobre a abertura da unidade europeia.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.