dívidas Volume de dívidas cresce 1,1% em agosto na base anual, dizem CNDL e SPC Brasil Os dados das pendências por setor credor revelam que a dívida bancária foi a que apresentou alta mais expressiva em agosto, totalizando 7,03%

Por: AE

Publicado em: 13/09/2018 13:33 Atualizado em:

Foto: Reprodução / Internet
Foto: Reprodução / Internet
O volume de dívidas cresceu 1,11% em agosto na comparação com o mesmo mês no ano passado, mostra pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e SPC Brasil. Na base mensal de comparação, isto é, agosto frente julho, foi observado uma leve queda de 0,66% no volume de dívidas em atraso.

Os dados das pendências por setor credor revelam que as dívidas bancárias, que englobam cartão de crédito, cheque especial e empréstimos, por exemplo, é a que apresentou a alta mais expressiva em agosto, de 7,03% na comparação com o mesmo mês de 2017. 

O segundo setor mais impactado pela inadimplência foi o de serviços básicos, como água e luz, cujo crescimento foi de 3 42%. 

Os atrasos no crediário do comércio caíram 6,01%, enquanto as pendências com TV por assinatura, internet e telefonia se mantiveram estáveis, com pequeno avanço de 0,01% no período. 

Em termos de participação, mais da metade (52%) de todos os compromissos financeiros não quitados pelo brasileiro foi contraída em bancos ou financeiras, seguidas do comércio, com 18%, setor de comunicação, com alta de 14% e empresas prestadoras de serviços básicos, com 8%.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.