DP Empresas Colégio Motivo terá nova sede em Boa Viagem Rede de colégios investe na construção de uma unidade na Zona Sul para substituir a que funciona hoje e, além disso, está reformando o espaço de Casa Forte

Por: Luciana Morosini

Publicado em: 19/08/2018 10:00 Atualizado em: 19/08/2018 11:52

Sérgio Ribeiro diz que ideia não é só buscar beleza, mas espaços que conversem com a questão pedagógica. Foto: Thalyta Tavares/Esp.DP
Sérgio Ribeiro diz que ideia não é só buscar beleza, mas espaços que conversem com a questão pedagógica. Foto: Thalyta Tavares/Esp.DP

A rede de Colégios Motivo está fazendo uma série de investimentos altos em infraestrutura não apenas com objetivo de melhorar os seus espaços físicos, mas também para conciliar as suas unidades com uma proposta pedagógica mais focada nas necessidades dos alunos. São dois grandes projetos. O primeiro deles, em Boa Viagem, começou do zero e uma nova sede está sendo construída para dar lugar ao prédio que funciona atualmente na Zona Sul do Recife. A expectativa é que a nova unidade, que recebeu investimentos entre R$ 25 milhões e R$ 30 milhões, já esteja em funcionamento no início do ano letivo de 2019. O segundo investimento, na ordem de R$ 8 milhões, é na reforma do espaço do colégio em Casa Forte, na Zona Norte.

A ideia de fazer melhorias na infraestrutura se deu para atender a evolução pedagógica que vem acontecendo no ensino e às necessidades dos alunos, levando em conta a relevância do espaço para essa entrega pedagógica. "Tomamos a decisão de fazer essas entregas e pensamos em como os projetos poderiam se adequar ao que queremos através de reformas ou partindo do zero mesmo", explica Sérgio Ribeiro, diretor geral da rede.

A nova sede de Boa Viagem terá área de cerca de 13 mil metros quadrados e também ficará próxima do Shopping Recife, onde funciona atualmente. O espaço contará com duas unidades. "Uma será voltada para a educação infantil e para o ensino fundamental 1, enquanto a outra vai abrigar o fundamental 2 e o ensino médio. Uma ficará de frente para a outra, serão bastante integradas, mas com conceitos definidos de cada uma. Vamos, por exemplo, transformar a área do infantil em um espaço sem gradil ou portas, para que ele funcione como um terceiro educador, ajudando o aluno a desenvolver as suas habilidades", acrescenta. Além disso, haverá espaços para atividades fora da sala de aula, como laboratórios, casa de estudos, áreas de convivência, parques educativos e espaços poliesportivos.

Já na unidade de Casa Forte está sendo realizada uma reforma, que tem previsão de estar 60% pronta para o próximo ano e totalmente concluída em 2020. "Estamos valorizando o casarão e adequando o lugar às normas de conceito de tombamento dele. Lá também seguimos o conceito de que o infantil tenha seu espaço próprio", detalha. As obras que estão sendo realizadas buscam mais do que a beleza arquitetônica. "A gente não quer apenas a beleza física, queremos um espaço que conversa com a questão pedagógica porque para a gente não interessa apenas ser lindo. Primeiro priorizamos o pedagógico e depois o respeito ao local que estamos construindo", completa.

Apesar das reformas, as duas unidades vão manter a quantidade de vagas disponíveis para seus alunos. "Temos a preocupação em atender bem, não temos pretensão de abrir mais vagas. As mudanças são para agregar valor ao ambiente. O Motivo tem mais de 4.000 alunos, a maior parte concentrada em Boa Viagem, que tem uma faixa de 2.000 a 2.200 alunos", ressalta o diretor. O Motivo ainda tem unidades em Caruaru e Petrolina e já prepara novidades para o interior do estado também. "Em Petrolina construímos do zero. Já em Caruaru o local já havia funcionado como uma escola. A nossa ideia é anunciar algo grande para lá em setembro", conclui.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.