Consumo IBGE: inflação medida pelo IPCA fica em +0,33% em julho ante 1 26% em junho O resultado veio dentro do intervalo das estimativas dos analistas

Por: AE

Publicado em: 08/08/2018 10:23 Atualizado em:

A taxa acumulada pelo IPCA no ano foi de 2,94%. Em 12 meses, o IPCA acumulou alta de 4,48%. Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil
A taxa acumulada pelo IPCA no ano foi de 2,94%. Em 12 meses, o IPCA acumulou alta de 4,48%. Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil
A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou julho com alta de 0,33% ante um avanço de 1 26% em junho, informou nesta quarta-feira, 8, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado veio dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que previam uma alta entre 0,21% e 0,37%, mas ficou acima da mediana positiva de 0 27%.

A taxa acumulada pelo IPCA no ano foi de 2,94%. Em 12 meses, o IPCA acumulou alta de 4,48%.

INPC

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) teve um avanço de 0,25% em julho, após a alta de 1,43% registrada em junho, segundo dados do IBGE. Como resultado, o índice acumulou uma elevação de 2,83% no ano. A taxa em 12 meses foi de 3,61%. Em julho do ano passado, o INPC tinha sido de 0,17%.

O INPC mede a variação dos preços para as famílias com renda de um a cinco salários mínimos e chefiadas por assalariados.

INCC/Sinapi

O Índice Nacional da Construção Civil (INCC/Sinapi), divulgado hoje pelo IBGE, subiu 0,52% em julho, após uma elevação de 0,58% em junho. No ano, o índice acumulado ficou em 2,65%. A taxa em 12 meses foi de 4,01%.

Segundo o IBGE, o custo nacional da construção alcançou R$ 1.095 09 por metro quadrado em julho, acima dos R$ 1.089,46 por metro quadrado registrados em junho. A parcela dos materiais teve aumento de 0,88%, enquanto o custo da mão de obra aumentou 0 13%.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.