Hotelaria em expansão Nobile Hotéis amplia projetos no estado Rede já possui duas operações em Pernambuco e investirá R$ 30 milhões na construção de dois novos empreendimentos, um em Goiana e outro em Caruaru

Por: Rochelli Dantas - Diario de Pernambuco

Publicado em: 28/07/2018 11:00 Atualizado em: 26/07/2018 19:41

Rede já possui unidades em Petrolina e no Pina. Foto: Divulgação/Nobile Hoteis (Foto: Divulgação/Nobile Hoteis)
Rede já possui unidades em Petrolina e no Pina. Foto: Divulgação/Nobile Hoteis
A rede Nobile Hotéis está investindo alto em Pernambuco. Com duas operações em funcionamento, uma no Recife e outra em Petrolina, a empresa investirá R$ 30 milhões em dois outros empreendimentos no estado. O primeiro hotel, representando um investimento de R$ 16 milhões, será em Caruaru, no Agreste pernambucano. O segundo empreendimento será em Goiana, Zona da Mata Norte pernambucana, um investimento de R$ 14 milhões. As duas obras devem ter início no primeiro semestre do próximo ano entrando em operação nos próximos anos.

De acordo com Roberto Bertino, fundador e presidente da Nobile Hotéis, os dois empreendimentos estão sendo pensados há um tempo e atendem a uma demanda gerada pela movimentação econômica do estado. “São projetos que já estavam no nosso radar, mas seguramos um pouco devido ao momento. Agora começamos a perceber uma reação no mercado. Hotelaria não fala a curto prazo. Estamos com alguns investidores que acreditam no movimento e, por isso, começamos a avançar nesses projetos”, ressalta.

Em Goiana, a proposta é atender ao polo industrial que se instalou na região, capitaneado pelo polo automotivo Jeep. Neste caso, a proposta é erguer um empreendimento com 100 quartos, visando a demanda do mercado corporativo e pessoas em trânsito, ou seja, que precisam pernoitar na cidade e hoje optam por dormir em João Pessoa, no estado vizinho. “A região de Goiana não tem uma hotelaria qualificada. Queremos oferecer um hotel qualificado, com segurança, boa refeição, internet… E aí, no dia seguinte, a pessoa pode seguir viagem”, detalha Bertino. A previsão é de que a unidade gere 25 empregos diretos e 125 indiretos.

Já em Caruaru, a proposta é a implantação do chamado Nobile Express, bandeira mais econômica e com foco no mercado corporativo. Ao todo, serão 126 apartamentos. “Detectamos que na cidade ainda cabe a oferta de novos quartos. A proposta é uma unidade com apartamentos bem lançados, TV e café da manhã. Queremos dar uma comodidade para aqueles que vão aproveitar o polo de confecções nos finais de semana”, conta. Neste modelo, a expectativa é de que sejam gerados pelo menos 40 empregos diretos e, com isso, 125 indiretos.

A aposta no estado é alta devido aos resultados apresentados pelos empreendimentos já em operação. Segundo o empresário, o empreendimento do Pina está entre os dez hotéis com melhor rentabilidade aos investidores entre os 50 que compõem o portfólio da rede. No primeiro trimestre deste ano, o hotel obteve um incremento na rentabilidade ao investidor acima de 20%, em comparação ao valor médio mensal distribuído em 2017. “O Nobile Suítes Del Rio Petrolina é outro exemplo de sucesso. A unidade ultrapassou as metas de faturamento e ocupação esperadas para esse trimestre”, conta.

De acordo com Roberto Bertino, dentro do plano de expansão da marca, o foco é seguir crescendo. “Embora ainda estajamos enfrentando um momento de crise, estamos tendo flexibilidade e buscando o crescimento. A maioria das empresas tiveram que retrair. Nós optamos por manter o plano de investimento previsto”, pontua.

Pernambucano Roberto Bertino iniciou carreira em um hotel da família. Foto: Divulgação/Nobile Hoteis (Foto: Divulgação/Nobile Hoteis)
Pernambucano Roberto Bertino iniciou carreira em um hotel da família. Foto: Divulgação/Nobile Hoteis
Início da jornada foi em Pernambuco


O mercado hoteleiro estadual é conhecido de Roberto Bertino. Pernambucano, foi em Boa Viagem que nasceu a carreira do empresário no ramo. Desde os 14 anos, Bertino convive com o negócio. O primeiro contato foi o Hotel Setúbal, empreendimento que pertencia à família. “Foi daí que comecei a conviver com esse mercado”.

Formado em Administração de empresas pela UFPE, aos 19 anos, ele arrendou o primeiro hotel em Boa Viagem. “O hotel da família foi inaugurado em 1986 e ficou funcionando até 2007. A partir daí decidimos vender a área e eu segui novos rumos saindo do estado e buscando oportunidades no mercado hoteleiro nacional”, conta. Após nove anos como arrendatário de hotéis independentes, o executivo atuou por alguns anos na área de Operações de uma bandeira internacional, iniciando a atuação como gerente geral e chegando ao cargo de diretor de Operações. “Eu cresci, aprendi e decidi criar a minha rede”, conta.

Roberto Bertino atuava como diretor de Operações de uma rede hoteleira e mantinha consigo um desejo de empreender. Quando decidiu materializar esse sonho, convidou Ricardo Pompeu, que também atuava como executivo de uma rede hoteleira na função de diretor regional de vendas. Em 2009, Bertino, que já havia atuado em outra oportunidade com Rafael Menna o convidou para, naquele momento como executivo, assumir função estratégica no projeto na área financeira. Já em 2013 Rafael Menna adquiriu uma parte da sociedade e tornou-se sócio de Roberto Bertino e Ricardo Pompeu.

Atualmente os três sócios atuam com função de executivos na companhia, sendo Roberto Bertino como presidente, Rafael Menna como vice-Presidente e Ricardo Pompeu como diretor Sênior de Vendas. Hoje, a rede está presente em dois países (Brasil e Paraguai) com um portfólio de mais de 50 hotéis. Completando dez anos de fundação da marca, a rede ocupa a quarta posição no ranking das 50 maiores administradoras hoteleiras no Brasil, segundo o relatório Brasil em números 2017 da Jones Lang LaSalle. A chegada da rede a Pernambuco aconteceu em 2012, quando o primeiro empreendimento, localizado no Pina, foi inaugurado.

Em 2017, a companhia obteve um faturamento de R$ 264 milhões e incorporou 22 novos hotéis ao portfólio em diversas regiões. Além disso, a Nobile Hoteis comercializa um inventário com mais de oito mil apartamentos e possui 14 marcas hoteleiras nacionais próprias e internacionais do Wyndham Hotel Group e da Red Roof, nas categorias de econômico a luxo. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.