DP Empresas Empresa de depilação a laser expande em formato de franquia Empresa pernambucana Depilrobot, que tem duas unidades no Recife, planeja expandir a marca para dentro do Brasil e para o exterior

Por: Luciana Morosini

Publicado em: 15/07/2018 11:00 Atualizado em: 13/07/2018 17:17

Os resultados positivos em pouco tempo, desde a sua inauguração em setembro do ano passado, geraram boas expectativas para a empresa pernambucana de depilação a laser Depilrobot. Nestes dez meses, as unidades instaladas nos shoppings Recife e RioMar superaram em 15% as estimativas de atendimentos previstas inicialmente. Apesar de não ter previsão de abrir mais alguma unidade em Pernambuco a curto prazo, a Depilrobot já se prepara para ganhar outros mercados fora do estado e até do país. Com o interesse de investidores, a marca já está em processo de formatação para expandir como franquia. São Paulo e Rio de Janeiro são os principais focos no mercado nacional, mas existe a perspectiva para depois chegar em outros estados. Também há o interesse de levar a empresa para Orlando e Miami, nos Estados Unidos.

A ideia de abrir a Depilrobot surgiu há dois anos e começou a ganhar corpo de realidade seis meses depois, na virada de 2016 para 2017. A concretização aconteceu em setembro do ano passado e o Recife foi a cidade eleita para receber o investimento das duas unidades da empresa. "Trabalhamos bem rápido e focados. O Brasil é um mercado muito grande e os principais lugares em termos de negócios são São Paulo e Rio de Janeiro, mas decidimos começar pelo Recife porque já tínhamos conhecimento do mercado e de pessoas-chave para este processo inicial do negócio. Como sou suíço, queria fazer tudo direito para garantir a qualidade. Demorou alguns meses no processo de abertura porque fizemos treinamentos e pensamos em tudo e foi assim que a gente cresceu", afirma Niccolo Mordasini, um dos investidores da Depilrobot.

Para a escolha dos locais das primeiras unidades, houve uma pesquisa de mercado e, por enquanto, elas estão suprindo a demanda em Pernambuco. "Dificilmente vamos abrir uma outra unidade no estado por agora porque, apesar de termos muitos clientes do interior, eles acabam vindo para a capital uma ou duas vezes por mês para passar o final de semana e fazem os tratamentos desejados. Também temos muita gente que vem de estados vizinhos, como João Pessoa, na Paraíba, e Maceió, em Alagoas. "Mesmo assim não descartamos abrir outras lojas no Nordeste", acrescenta o investidor.

Porém, logo depois da inauguração, a procura de interessados em ter uma franquia da Depilrobot aconteceu de forma natural, o que fez a marca entrar em processo de formatação para expandir. "Na verdade, a gente sempre pensou neste projeto de ter franquias porque nunca imaginamos ficar em apenas duas lojas nos dois shoppings do Recife. Entramos em contato com uma consultoria especializada em franquias que já está formatando a nossa marca para fazer tudo padronizado e garantir a qualidade para ter sucesso", detalha Niccolo. Os primeiros mercados que estão no foco são os de São Paulo e do Rio de Janeiro, onde já foram realizadas reuniões. "Esses são os principais mercados e, como o Brasil ainda vive uma crise, esperamos que com um novo crescimento da economia a gente possa expandir para outras cidades", acrescenta.

Há investidores interessados também fora do país, como em Miami e Orlando, nos Estados Unidos, porém a formatação para franquias lá exige outros cuidados. "Já temos pessoas interessadas, mas lá são outras regras. Como estamos começando agora a construir o sistema de franquias, primeiro estamos focados na legislação brasileira para depois ver o que precisamos implementar, fazer novos cálculos, estudar o mercado para ver como chegar no exterior", reforça.

Primeiras unidades
A expectativa é de abrir as primeira franquias no início do ano que vem, já que estão sendo feitas as negociações, a construção das lojas, treinamentos e finalização dos manuais. Ainda não existe um número definidode quanto será o investimento em uma unidade da Depilrobot. O maior aporte fica por conta da tecnologia empregada na empresa, que é sofisticada e diferenciada, principalmente na estação de laser, que é uma máquina importada da Europa. "Estamos estudado esses cálculos até porque os custos vão depender da relação do Real para o dólar. Mas como buscamos oferecer um serviço de maior qualidade, é natural que o investimento em uma loja nossa seja maior do que outras marcas porque temos uma unidade diferenciada", explica.

Além dos planos de expansão, a Depilrobot também se prepara para implementar novos produtos, como o lançamento de tratamentos corporais. "Estou agora na Europa negociando para fazer uma linha de produtos cosméticos específica para nossas lojas", conclui.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.