PIS-CONFINS Aprovação de proposta pode suspender greve dos caminhoneiros ainda nesta quinta Senado vota proposta que deve zerar até o fim de 2018 o PIS-Confins sobre o óleo diesel. Se aprovada, Associação Brasileira dos Caminhoneiros pode votar por encerrar greve em reunião às 14h

Por: Agência Estado

Publicado em: 24/05/2018 09:56 Atualizado em:

Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil
Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil
O presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, disse que as manifestações dos motoristas autônomos que ocorrem na manhã desta quinta-feira (24) devem ser suspensas à tarde, desde que o projeto que prevê zerar, até o fim de 2018, o PIS-Cofins que incide sobre o óleo diesel seja aprovado pelo Senado. O líder da entidade que coordenou os protestos concedeu entrevista à Rádio Eldorado no início da manhã. 

"Hoje, acredito que o Senado decida favoravelmente (à desoneração) na parte da manhã, para que (o projeto) seja encaminhado para sanção do presidente da República e, na reunião das 14h, (a greve) seja encerrada", declarou Lopes, citando um encontro entre integrantes do governo e da associação, marcado para às 14h, no qual a decisão sobre a continuidade - ou não - dos protestos será comunicada. 

Na noite desta quarta-feira (23) a Câmara dos Deputados aprovou um projeto que reduz neste ano a desoneração da folha de pagamento para 28 setores da economia. Os outros 28 grupos continuam com o benefício até o fim de 2020, quando a política se encerra. 

A proposta aprovada também previa zerar, até o fim deste ano, o PIS-Cofins que incide sobre o óleo diesel. A medida foi incluída no texto como um aceno aos caminhoneiros, que paralisaram as atividades em todo o País em protesto contra a alta no preço dos combustíveis, desde segunda-feira (21).

O projeto foi aprovado em votação simbólica, após acordo costurado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), com partidos da base aliada e da oposição.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.