Economia BBH: BC já cortou juros demais no Brasil, mas deve reduzir de novo esta semana

Por: AE

Publicado em: 13/05/2018 17:32 Atualizado em:

O Banco Central (BC) deve cortar novamente os juros esta semana, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) que começa nesta terça-feira (15), e termina na quarta-feira (16), levando a taxa básica (Selic) para 6,25%, recorde histórico de baixa, prevê o banco de investimento Brown Brothers Harriman (BBH), com sede em Nova York. A instituição avalia, porém, que o BC já cortou os juros demais no Brasil, sobretudo quando se leva em conta os crescentes riscos políticos por conta das eleições indefinidas, avalia relatório publicado neste domingo (13).

O BBH destaca que o BC sinalizou que este deve ser o último corte na Selic, mas "muitos (incluindo a gente) acreditam que o BC já cortou demais os juros". O relatório ressalta ainda que o IPCA de abril, divulgado na semana passada, foi mais um indício de que a inflação no Brasil está controlada e abaixo da meta do BC. Ao mesmo tempo, as incertezas eleitorais são crescentes, destaca o BBH.

 Na corrida presidencial, o BBH avalia em outro relatório sobre o Brasil que, mesmo preso, persistem dúvidas sobre a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva, e ainda falta um nome forte com perfil mais de centro. Sobre a candidatura do deputado Jair Bolsonaro, o banco destaca que ele tem perfil "populista" e tudo vai depender da escolha de sua equipe econômica, caso vença. Para o BBH, o mercado está subestimando os riscos políticos no Brasil.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.