• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
ibge Setor de serviços cresce 0,1% em fevereiro, revela pesquisa do IBGE Os dados fazem parte da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta sexta-feira (13)

Por: Agência Brasil

Publicado em: 13/04/2018 17:24 Atualizado em: 13/04/2018 17:34

Pesquisa indica que setor de serviços cresceu 0,1% em fevereiro, mas houve queda de 1,8% nos dois primeiros meses do ano   Foto: Arquivo/Agência Brasil
Pesquisa indica que setor de serviços cresceu 0,1% em fevereiro, mas houve queda de 1,8% nos dois primeiros meses do ano Foto: Arquivo/Agência Brasil

O setor de serviços encerrou fevereiro com ligeiro crescimento de 0,1% em relação a janeiro no índice livre de efeitos sazonais, depois de ter fechado janeiro com queda de 1,9% frente a dezembro.

Com o resultado, o indicador registra nos dois primeiros meses do ano queda de 1,8%. Já a receita nominal do setor caiu em fevereiro 0,2% em relação a janeiro.

Os dados fazem parte da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta sexta-feira (13), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Eles indicam que, na série sem ajuste sazonal, quando a comparação se dá com fevereiro de 2017, o setor de serviços teve queda de 2,2%. Também o resultado acumulado nos últimos doze meses fechou fevereiro negativo em 2,4%.

Apesar da ligeira alta de janeiro para fevereiro, entre as atividades pesquisadas, houve expansão (1,7%) apenas no item serviços profissionais, administrativos e complementares.

Já as quatro outras atividades pesquisadas mostraram recuo em relação a janeiro. Os serviços prestados às famílias teve a maior retração (-0,8%), serviços de informação e comunicação (-0,6%), transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-0,3%) e outros serviços (-0,7%).

O índice de atividades turísticas caiu 3,4% em relação a janeiro e 5,2% na comparação com fevereiro de 2017.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.