• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Economia Setor de serviços tem leve avanço de 0,1% em fevereiro, diz IBGE A alta tímida de fevereiro ainda mostra que o setor está com fôlego limitado para o crescimento

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 13/04/2018 10:10 Atualizado em:

Foto: Reprodução/Pixabay
Foto: Reprodução/Pixabay
O setor de serviços teve uma leve alta de 0,1% em fevereiro na comparação com janeiro. Na comparação com o mesmo mês de 2017, houve uma queda no volume de 2,2%. No primeiro bimestre de 2018, o acumulado registrou um recuo 1,8%, enquanto em 12 meses tombou 2,4%. As informações foram divulgadas na manhã desta sexta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

A alta tímida de fevereiro ainda mostra que o setor está com fôlego limitado para o crescimento. Em janeiro, o setor recuou 1,9%. O resultado de hoje se soma à várias publicações de indicadores e pesquisas que mostraram baixa atividade econômica nos dois primeiros meses de 2018, como varejo, produção industrial, desemprego e o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), que é considerado a prévia do PIB.

Segundo o IBGE, o setor apresentou alta somente em serviços profissionais, administrativos e complementares, que cresceu 1,7% na comparação com janeiro. As quatro restantes tiveram retração: serviços prestados às famílias (-0,8%), serviços de informação e comunicação (-06%), transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-0,3%) e outros serviços (-0,7%). 

Do ponto de vista regional, 15 das 27 unidades federativas tiveram melhora no setor em fevereiro, na comparação com janeiro. São Paulo, que responde por 43% de todo o volume de serviços no país, teve uma variação nula, contribuindo para que o resultado do mês ficasse próximo à estabilidade. 

As principais influências positivas foram o Paraná (2%), o Rio de Janeiro (0,5%), a Santa Catarina (0,5%), o Pará (1,4%) e o Mato Grosso do Sul (1,5%), enquanto, na contramão, Bahia (-9%), Ceará (-16,8%), Rio Grande do Sul (-2,2%) e Minas Gerais (-0,8%) minguaram o avanço.
Comparação anual 
Duas atividades teve variação positiva em fevereiro na comparação com o mesmo mês de 2017. São elas: outros serviços (1,7%) e transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (0,6%). O restante caiu: serviços prestados às famílias (-5,2%). serviços de informação e comunicação (-4,9%) e serviços profissionais, administrativos e complementares (-1,6%).

O volume de serviço de turismo tombou na comparação com janeiro e com fevereiro de 2017, 3,4% e 5,2%, respectivamente.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.