• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
votação PP diz que aguarda data de votação para decidir sobre Previdência A maioria dos partidos, contudo, considera que isso só será possível se o PMDB, partido de Temer, e o PSDB tomarem a dianteira

Por: Agência Estado

Publicado em: 05/12/2017 14:29 Atualizado em:


O presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (PI), afirmou nesta terça-feira, 5, que aguarda a definição da data da votação da reforma da Previdência no plenário da Câmara dos Deputados para decidir sobre o fechamento de questão a favor da proposta. Em nota, o parlamentar piauiense disse que irá defender o fechamento de questão, pois a aprovação da reforma é "imprescindível" para o Brasil.

"Diante das discussões acerca da PEC 287/2016 Reforma da Previdência, o Progressistas esclarece que aguarda a decisão do Governo de pautar o texto para votação no Plenário da Câmara do Deputados. Após definição do Governo, a Presidência do partido irá reunir a bancada para defender fechamento de questão para votação da Reforma, cuja aprovação é imprescindível para o País", disse Nogueira na nota.

O documento foi divulgado após notícias de que o PMDB deve marcar até quinta-feira reunião da executiva nacional da legenda para decidir sobre o fechamento de questão a favor da reforma da Previdência.

Como adiantou o Broadcast (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado), o presidente do partido, senador Romero Jucá (RR), deve marcar a reunião da executiva nesta quarta-feira, quando chega ao Brasil, após viagem em missão oficial à China. O encontro pode acontecer já na quarta ou na quinta-feira.

Pela manhã, o líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi (SP), disse acreditar que a executiva já tem maioria para aprovar o fechamento de questão. Após consultar os deputados do PMDB, ele afirmou que a maioria da bancada do partido, a maioria da Casa, com 60 deputados, é a favor da reforma e, por isso, encaminhará à executiva n pedido para o fechamento de questão. "A bancada vai encaminhar. Agora é só a executiva deliberar", disse.

Como mostrou na segunda-feira o Broadcast, o presidente Michel Temer trabalha para que, pelo menos, seis partidos - PMDB, PSDB, PP, DEM, PRB e PTB - que reúnem 219 deputados, fechem questão a favor da reforma.

A maioria dos partidos, contudo, considera que isso só será possível se o PMDB, partido de Temer, e o PSDB tomarem a dianteira. O PSDB já marcou reunião para esta quarta-feira, 6, para decidir sobre o tema.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.