• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Maranhão Quadrilha usava nome de mortos para fraudar benefícios do INSS no Piauí A operação é continuação da Fantôme, que cumpriu 14 mandados judiciais em Teresino e mais cinco cidades do Maranhão

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 12/09/2017 11:51 Atualizado em:

A Polícia Federal do Piauí deflagrou, na manhã desta terça-feira (12), a operação Tripla Face. A ação investiga fraudes no sistema previdenciário local. De acordo com as autoridades, a quadrilha falsificava documentos e recebia benefícios em nome de pessoas mortas.

A operação é continuação da Fantôme, que cumpriu 14 mandados judiciais em Teresino e mais cinco cidades do Maranhão. A ação desta terça contou com a participação de 15 policiais federais. De acordo com as investigações, o pagamento para essas pessoas "fantasmas" geram um prejuízo anual de R$ 1,2 milhão.

As investigações guiam para crime de estelionato previdenciário, associação criminosa, falsidade ideológica e uso de documento falso. A Justiça também determinou o bloqueio das contas dos suspeitos e os documentos apreendidos foram encaminhados para a sede da PF em Teresina. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.