• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Negócios Pernambuco Avança discute oportunidades para empreendedores e investidores Evento acontece hoje, no Árcadia Paço Âlfandega, até às 17h30

Por: Gabriela Araújo

Publicado em: 21/06/2017 13:21 Atualizado em: 21/06/2017 14:35

O painel "Ecossistema local de empreendedorismo e inovação" foi o primeiro do evento.Crédito: Gabriela Araújo/Esp.DP
O painel "Ecossistema local de empreendedorismo e inovação" foi o primeiro do evento.Crédito: Gabriela Araújo/Esp.DP

Não é de hoje que Pernambuco se destaca pelas inovações tecnológicas. No ano passado, por exemplo, foram R$ 1,5 bilhão faturados no setor de tecnologia da informação, dos quais R$ 37,5 milhões foram impactados nas empresas do Porto Digital, o polo de tecnologia de Pernambuco. Apesar disso, as startups locais ainda precisam de investimento. Buscando fomentar as relações e negócios entre empreendedores e investidores ,a Amcham Recife realiza nesta quarta-feira (21), o Pernambuco Avança, no Àrcádia Paço Alfândega.

A abertura do evento contou com a presença de Sérgio Cavalcanti, presidente do conselho da Amcham Recife, Raul Henry, secretário de desenvolvimento econômico de pernambuco e do atual prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB).O prefeito destacou a iniciativa como uma oportunidade de os gestores de fundo de outros estados perceberem o potencial de Pernambuco. "É o melhor ambiente para que os investidores acreditem nos projetos que existem aqui. Queremos construir no Recife a economia do futuro", diz.

O painel "Ecossistema local de empreendedorismo e inovação" contou com a presença de empreendedores como  Ítalo Nogueira, presidente da Assespro-PE e do comitê de T.I da Ancham, Sérgio Cavalcanti, CEO do C.E.S.A.R, Francisco Saboya, presidente do Porto Digital e Ed Dantas, membro da Manguezal. Saboya falou sobre a importância de os investidores passarem a priorizar as startups nas cadeias de investimento. "Elas criam mais valor do que que qualquer outro grupo em termos de empregos e receitas", explica.

O empreendedor Emílio Saad Neto, criador da startup Fusion, viu no evento uma oportunidade de trazer atenção às empresas de Pernambuco. "Pode ser que daqui a um ano entrem em contato com a gente, porque o processo de investimento não é algo rápido", diz. Além disso, diz que ainda há pouco acesso a capital no nosso estado. "Se a gente tivesse a mesma capacidade de invstimento que São Paulo tem, com certeza poderíamos ganhar mais mercado".

A Anjos do Brasil, organização sem fins lucrativos que fomenta investidores anjos (que utilizam capital próprio e ajudam na empresa com a experiência e rede de relacionamentos), também estava presente no Pernambuco Avança em busca de investidores. Eles têm sede em São Paulo e representações e investidores pelo resto do brasil. "Com essa iniciativa, esperamos atrair mais investidores do estado e mostrar porque é interessante que eles invistam em startups", diz Maria Rita Spina, diretora-executiva da empresa.

Já Ítalo Nogueira, presidente da Assespro-PE, estava de olho em startups na área de serviços, que possam estar conectadas com a Internet das Coisas. "Miramos soluções em empresas que possam melhorar a vida da cidade e dos cidadões que nelas vivem", diz.

EVENTO

A ideia de realizar o evento Pernambuco Avança veio a partir da demanda e incentivo dos representantes do polo tecnológico de Recife. De acordo com Débora Vieitas, CEO da Ancham Brasil, debater a inovação nos negócios é essencial para a retomada do crescimento econômico do país. "É o caminho pelo qual vamos criar e consolidar um setor privado cada mais forte, resiliente e com abertura internacional", opina.

Segundo Vieitas, é a primeira vez que a Ancham trazum evento tão focado em reunir empreendedores, investidores, representantes da academia e centros de inovação de Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraíba e Alagoas. A inicativa conta com quatro rodadas de negócios e vai até às 17h30 desta quarta (21).

 


 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.