• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Bolsa abre em alta após o 'Dia do Fico' de Michel Temer Ibovespa sobe 3,03%, mas não é suficiente ainda para reveter perdas da véspera. Dólar cai 3,62% e é cotado a R$ 3,28

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 19/05/2017 13:46 Atualizado em:

Após um dia de pânico na véspera, a Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBovespa), a B3, abriu o pregão desta sexta-feira (19/5) em clima mais tranquilo após o anúncio, ontem, feito pelo presidente Michel Temer de que não renunciaria. O Índice Bovespa, principal indicador da bolsa paulista, registrava alta de 3,03% às 11h27, com 63.461 pontos. Enquanto isso, o dólar comercial caia 3,62% e era cotado a R$ 3,28 para a venda. 

Na quinta-feira, as negociações da B3 foram interrompidas pela primeira vez desde outubro de 2008, após o Ibovespa cair mais de 10%. Depois da suspensão do pregão por 30 minutos, a bolsa encerrou o dia com queda de 8,8%, tombo que não foi recuperado ainda neste início de pregão. Levantamento feito pela Economática revelou que o valor de mercado das companhias listadas na B3 perdeu nada menos que R$ 219 bilhões. Logo.
 
Analistas avisam que ainda é cedo para dizer que a confiança do mercado em relação ao governo foi retomada totalmente em função dos desdobramentos das delações dos donos da JBS que podem comprometer o presidente Michel Temer e seus aliados. “Isso pode ser mais um ensaio. Não há dúvidas de que haverá ainda muita volatilidade pela frente porque nada ainda está definido”, disse um especialista. 
 
Entre os papéis com maiores altas na manhã de hoje, a Cemig se destacava, com valorização de 8,42%. Enquanto isso, as empresas do setor de celulose Suzano e Fibria, realizavam perdas de 1,94% e 1,49%, respectivamente. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.