• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Confaz Levy anuncia troca de secretário na reunião do Confaz Giovanna Victer, atual secretária de Planejamento de Niterói, será "nova colaboradora" do Ministério da Fazenda

Por: AE

Publicado em: 11/12/2015 20:59 Atualizado em:

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, anunciou nesta sexta-feira, 11, a secretários estaduais de Fazenda, durante encontro em Maceió, que Giovanna Victer, atual secretária de Planejamento de Niterói, será "nova colaboradora" do Ministério da Fazenda. No site oficial da Prefeitura de Niterói, uma nota publicada na quinta-feira, 10, anuncia que Giovanna "deixa o cargo esta semana para assumir a Secretaria Executiva do Ministério da Fazenda".

O ministro Levy não foi tão específico na reunião do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). Disse apenas que ela vai suceder ao atual secretário-executivo adjunto, Fabrício Dantas Leite, que é o representante da pasta no Conselho. Leite está deixando o ministério na próxima semana. O secretário executivo Tarcísio Godoy será substituído no cargo por Giovanna, mas desde o início da semana, quando começaram a circular os rumores das trocas na Fazenda, o ministério tem evitado dar uma informação mais precisa.

Giovanna é mestre em Políticas Sociais e Planejamento pela Escola de Economia de Londres e foi, por três anos, secretária-executiva do Ministério das Cidades. Também atuou no setor privado como coordenadora de Desenvolvimento Social da mineradora Vale.

Em apresentação durante reunião do Confaz, Levy teceu elogios à nova subordinada. "Teve atuação excepcional na prefeitura de Niterói. Reformulou o processo de orçamento e controle, instituiu o que a gente sabe que é essencial", disse.

Dantas, por sua vez, voltará às suas funções de origem na procuradoria do Estado do Rio de Janeiro e iniciará estudos na Universidade de São Paulo.

Abordada ao fim da reunião do Confaz, Giovanna demonstrou otimismo com as novas funções, disse que vai se dedicar ao andamento da reforma do ICMS, mas desconversou ao ser questionada sobre o cargo que vai ocupar. Até o fechamento desta edição, o Ministério da Fazenda não se pronunciou sobre o assunto.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.