• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Bolsa » Bovespa opera estável com recuo da Petrobras anulando mais uma alta do Banco do Brasil

Agência O Globo

Publicação: 02/09/2014 15:22 Atualização:

A Bolsa brasileira apresenta estabilidade nesta terça-feira, com o índice de referência Ibovespa recuando 0,07%, aos 61.099 pontos. Na véspera, a Bolsa fechou em queda de 0,24%, apesar do avanço significativo da Petrobras. Sem nenhuma novidade corporativa ou no front eleitoral - só amanhã devem ser divulgadas novas pesquisas -, as ações da estatal do petróleo passam por correção de preços, caindo 1,64% (ordinária, com direito a voto) e 1,46% (preferencial, sem voto).

"As ações da Petrobras caem porque os investidores decidiram realizar lucros, depois de o papel ter subido bastante nas últimas semanas", afirmou Luiz Roberto Monteiro, operador da corretora Renascença.

O dólar comercial tem valorização de 0,35%, cotado a R$ 2,251 para compra e a R$ 2,253 para venda. O movimento é global e reflete a expectativa dos investidores antes de os EUA divulgarem hoje dados sobre o setor industrial no país  migram para o dólar antes de ter certeza sobre o que os números irão apontar.

As ações do Banco do Brasil sobem 1,83%, a sétima alta consecutiva dos papéis. Até o fechamento de ontem, a alta acumulada em seis sessões foi de 17,20%. A instituição anunciou ontem redução de juros para financiar veículos, a 0,97% ao mês para carros novos e a 1,18% mensais para usados. Além disso, o banco Credit Suisse passou a recomendar a compra dos papéis do BB nesta terça-feira.

"Apesar da alta inadimplência que prejudicou os bancos (principalmente em 2011 e 2012), após novas regras de requerimento de reservas adotadas pelo BC, bancos estão com forte incentivo a aumentar a originação desta atividade de crédito", escreveu Cláudio Moura, da Yield Capital, em comentário enviado a clientes esta manhã.

As ações da Vale sobem 0,72% (ordinária, com direito a voto) e 0,54% (preferencial, sem voto). A companhia acredita que o barateamento do minério de ferro no mercado internacional é temporária, apostando que os grandes produtores globais continuarão reduzindo produção por causa do baixo valor atual, disseram os analistas Marcos Assumpção e André Pinheiro, da Itaú BBA, após participarem de "roadshow" com diretor de relações com investidores da Vale, Rogerio Nogueira. O preço do minério de ferro no mercado internacional caiu 0,5% nesta terça, para US$ 86,70 a tonelada.

Na Europa, as ações interromperam hoje a sequência de duas fortes altas, que foram estimuladas por rumores sobre aceleração dos estímulos econômicos no continente. O índice de referência Euro Stoxx sobe 0,29%, a Bolsa de Londres opera estável, a de Paris avança 0,17%, e a de Frankfurt, 0,44%. Em Wall Street, o índice Dow Jones cai 0,27%. O S&P 500 opera estável, e o Nasdaq valoriza-se em 0,18%.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.