• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Positivo » Mantega diz que produção industrial mostra recuperação

Agência Estado

Publicação: 02/09/2014 13:46 Atualização:

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, defendeu nesta terça-feira 02, que a economia brasileira não está em recessão. "(A economia) teve problemas passageiros no primeiro semestre e no segundo semestre vamos em direção à gradual melhoria", disse na chegada à sede da pasta, em Brasília. Mantega fez questão de comentar o resultado da produção industrial divulgado hoje: "A produção industrial veio boa em julho mostrando que no segundo semestre temos uma recuperação da atividade econômica", avaliou. "O que mais cresceu foram bens duráveis e de capital. É um indicador importante de que neste terceiro trimestre teremos um crescimento positivo."

Após cinco meses de queda, a produção industrial subiu 0,7% em julho ante junho, na série com ajuste sazonal, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os cinco meses de queda acumularam uma retração de 3,5%. A alta de 0,7% na produção industrial de julho foi o melhor resultado desde janeiro deste ano, quando a atividade havia aumentado 2,5% na comparação com o mês imediatamente anterior.

O ministro ainda citou o índice de gerentes de compra, do HSBC, que indica o apetite dos gerentes para fazerem compras. Segundo ele, está acima dos 50 pontos e aponta intenção de aumento das atividades. "Outro dado importante que saiu ontem é que o lucro das 271 maiores empresas com capital aberto aumentou 76% no primeiro semestre deste ano em relação ao ano passado e a receita liquida cresceu 11,9% no mesmo período", disse. (

Aumento da gasolina

Ao ser questionado sobre uma alta do preço do combustível em 2014, Mantega respondeu que "todo ano tem aumento de gasolina e este ano não deve ser diferente". "No ano passado tivemos dois aumentos de gasolina, então não há uma regra fixa, mas todo ano pode ter um ou dois aumentos de gasolina", disse.

Tabela do Imposto de Renda

O ministro afirmou, ainda, que o governo solucionará o fato de ter caducado a MP 644, que reajusta a tabela do Imposto de Renda para Pessoa Física, anunciada em abril. "Vamos resolver isso com alguma nova lei. Vamos verificar, não vamos deixar sem revisão da tabela", disse. Questionado se a solução seria por meio de uma emenda a outra medida provisória, dado que o governo não pode enviar ao Congresso neste ano outra MP com o mesmo assunto, Mantega disse que ainda não está definido. "Ainda não tem definição de como vamos encaminhar isso."

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.