• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Contas Públicas » Saldo da balança comercial no ano fica positivo pela 1ª vez em 2014

Agência Estado

Publicação: 01/09/2014 15:46 Atualização:

Pela primeira vez em 2014, a balança comercial brasileira ficou superavitária para o período acumulado no ano. Segundo os dados de agosto, divulgados nesta segunda-feira, 01, pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o saldo ficou positivo em US$ 249 milhões nos oito primeiros meses do ano. No acumulado em 12 meses, encerrados em agosto, o superávit registrado é de US$ 6,4 bilhões. A estimativa de mercado, segundo o boletim Focus do Banco Central, é de um superávit de US$ 2,17 bilhões em 2014.

Plataforma

O resultado de agosto da balança comercial brasileira, acima das expectativas do mercado, foi ajudado pela exportação de uma plataforma de petróleo no valor de US$ 1,1 bilhão. Por conta disso, as vendas externas do grupo de manufaturados tiveram uma alta de 3,8%, pela média diária, em relação a agosto de 2013. Também houve aumento nas vendas de laminados planos, óleos combustíveis e tubos de ferro fundido.

As exportações de básicos caíram 3,3% e as de semimanufaturados tiveram queda de 1,8% em agosto. As vendas externas de milho em grãos, minério de ferro, soja em grão e fumo em folhas explicam a retração nos embarques de básicos. No grupo de semimanufaturados, as principais quedas foram em açúcar em bruto celulose e alumínio em bruto.

As exportações para o Mercosul caíram 21,4% no mês passado em relação a agosto de 2013, sendo que para a Argentina a queda foi de 32,8%. As vendas externas para a Ásia também tiveram queda de 9%. Para os Estados Unidos, a retração foi de 1,2% e para a União Europeia a queda chegou a 2,1%.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.