• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ploa » PIB para 2015 na Lei Orçamentária é mantido em 3,0%

Agência Estado

Publicação: 28/08/2014 11:45 Atualização:

Apesar do enfraquecimento da atividade econômica brasileira, o governo manteve otimismo com a recuperação do Produto Interno Bruto (PIB) em 2015. O Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) manteve a previsão de um crescimento de 3,0% do PIB em 2015, primeiro ano do próximo governo. A previsão é bem maior do que a alta de 1,20% estimada pelos analistas do mercado financeiro na pesquisa Focus do Banco Central.

A proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2015, enviada ao Congresso Nacional, já previa uma expansão de 3% do PIB no ano que vem. Para 2014, não foi divulgada nova previsão de crescimento. O último relatório de reprogramação financeira, de julho, aponta estimativa de alta de 1,8%. Na proposta da LDO de 2015, o governo previa uma alta de 2,5% do PIB em 2014. O mercado estima um expansão do PIB de apenas 0,70%.

A proposta de Lei Orçamentária de 2015 foi entregue nesta quinta-feira (28) ao Congresso. O projeto estima um PIB nominal de R$ 5,756 trilhões em 2015.

Superávit

O PLOA para 2015 prevê que a meta de superávit do ano que vem ficará entre 2% e 2,5% do PIB, conforme documento do Ministério do Planejamento. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, já havia adiantado, em abril, que não havia possibilidade de o governo apresentar uma taxa inferior a 2%. Ressaltou ainda que poderia ter um primário superior a 2,5%, dependendo do desempenho da economia. Vale lembrar que, na ocasião, os parâmetros para a economia estavam mais positivos do que os atuais.

De acordo com o documento do governo, essa meta poderá ter abatimento de 0,5% do PIB, um total de R$ 28,7 bilhões. A meta para o Governo Central que consta do documento é de R$ 114,7 bilhões, o equivalente a 2,0% do PIB. Já a meta para estados e municípios, incluindo estatais, que consta do PLOA é de R$ 28,7 bilhões, que corresponde a 0,5% do PIB.

Inflação


O governo federal manteve em 5,0% a previsão de alta da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2015, segundo o PLOA. A previsão anterior, contida no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias, divulgado em abril, também era de 5%. No documento, também consta que a previsão de que as despesas com pessoal e encargos sociais é de 4,1%. No caso dos juros da dívida pública, a expectativa para o ano que vem é de 4 6% do PIB.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.