• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Estatísticas » Seade/Dieese: desemprego na RMSP fica em 11,4% em julho

Agência Estado

Publicação: 27/08/2014 12:02 Atualização:

A taxa de desemprego na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) em julho subiu levemente para 11,4%, ante 11,3% em junho, segundo a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) divulgada pela Fundação Seade e o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), nesta quarta-feira (27).

O nível de ocupação aumentou 0,8% e o número de ocupados foi estimado em 9,771 milhões de pessoas. Na passagem de junho para julho, o total de desempregados foi previsto em 1,257 milhão de pessoas, 22 mil a mais do que em junho. Na comparação com julho do ano passado, a taxa de desemprego ficou ligeiramente acima, em 11,4%, ante 11,0%.

A indústria de transformação na região eliminou 7 mil postos de trabalho (-0,4%) e, no setor de serviços, houve redução de 46 mil (-0,8%). Já o setor de comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas gerou 100 mil postos de trabalho (6 3%) e na construção foram criados 35 mil (4,7%).

Regiões

A taxa de desemprego no conjunto das seis regiões metropolitanas não foi divulgada devido a uma "questão operacional". Dificuldades em Belo Horizonte impossibilitaram a compilação dos dados e o cálculo de uma taxa média, já que a capital mineira tem peso relevante na conta, segundo os institutos.

Nos próximos meses serão divulgadas apenas as taxas de desemprego relativas a cinco regiões pesquisadas. Na passagem de junho para julho, a taxa de desemprego caiu no Recife (de 12,9% para 12,5%) e em Salvador (de 18,2% para 18,0%). Houve aumento em Fortaleza (de 7,4% para 7,8%) e São Paulo (de 11,3$ para 11 4%), enquanto a taxa se manteve estável em Porto Alegre (5,7%).

Nos próximos meses serão divulgadas as taxas referentes apenas a estas cinco regiões metropolitanas e não há previsão para a retomada da publicação da taxa média referente às demais.

Renda

O rendimento médio real dos ocupados na Região Metropolitana de São Paulo recuou 2,0% em junho, na comparação com maio, para R$ 1.869,00. A renda média real dos assalariados caiu 0,9% e atingiu R$ 1.873,00. Na comparação com junho de 2013, houve uma variação positiva de 1,4% no rendimento médio real dos ocupados e um recuo de 1,0% no caso dos assalariados.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.