• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Retração » Abigraf prevê recuo de 3,5% para produção gráfica em 2014

Agência Estado

Publicação: 26/08/2014 15:44 Atualização:

A Associação Brasileira da Indústria Gráfica (Abigraf) atualizou as suas projeções e agora espera um recuo 3,5% na produção física do setor neste ano - ao final de 2013, a associação contava com uma queda de 1,7% na produção de 2014. A expectativa mais preocupante já considera a redução de 9,9% na produção registrada no segundo trimestre de 2014 ante mesmo período de 2013. Segundo a associação, o quadro não inspira otimismo e a previsão é que a indústria gráfica apresente novas contrações na produção durante o segundo semestre.

"A alta de juros feita pelo Banco Central, visando combater a inflação continuará repercutindo no mercado e há sinais de aumento de inadimplência pelas empresas e de enfraquecimento generalizado da economia, com impactos capazes de afetar negativamente o mercado de trabalho e também a performance da indústria gráfica", diz o boletim da Abigraf.

Ainda segundo a instituição, o mau desempenho também é causado pela alta nas tarifas de energia e pela demanda enfraquecida devido à Copa do Mundo. Além disso, a Abigraf considerou, em seu boletim mensal, que as incertezas no cenário nacional e a greve no IBGE dificultam a apuração dos dados e prejudicam a precisão das informações.

Conforme sondagem nacional feita pela associação, o Índice de Confiança do Empresário Gráfico do segundo trimestre fechou em 48,3 pontos, abaixo da linha de neutralidade de 50 pontos, indicando pessimismo. E, segundo cálculos da Abigraf com base na Pesquisa Industrial Mensal do IBGE, a produção física da indústria gráfica brasileira recuou 1,8% no intervalo de abril a junho na comparação com os três primeiros meses de 2014.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.