• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Juros » Crédito ficou mais caro em julho, mostra nota do BC

Agência Estado

Publicação: 26/08/2014 10:46 Atualização:

A taxa média de juros no crédito livre subiu de 32,00% ao ano em junho para 32,3% ao ano em julho, segundo dados divulgados nesta terça-feira (26) pelo Banco Central. No ano até o mês passado, a taxa subiu 3,3 pontos porcentuais, já que em dezembro de 2013 estava em 29,0% ao ano. Em 12 meses até julho, o avanço é de 4,8 pontos porcentuais. Para pessoa física, a taxa de juros no crédito livre passou de 43,0% em junho para 43,2% em julho. Para pessoa jurídica, houve alta de 22,6% para 23,1% de junho para julho.

Entre as principais linhas de crédito livre para pessoa física, o destaque vai para o cheque especial, cuja taxa subiu de 171,5% em junho para 172,4% no mês passado. Para o crédito pessoal, a taxa total subiu de 45,5% em junho para 45,8% em julho.

No caso de consignado, a taxa passou de 25,6% para 25,9% de junho para julho e, nas demais linhas, de 100,3% para 101,4%. No caso de aquisição de veículos para pessoas físicas, os juros passaram de 23,0% para 23,1% de um mês para outro. A taxa média de juros no crédito total, que também inclui as operações direcionadas, subiu de 21,1% em junho para 21,4% em julho.

O spread bancário médio no crédito livre subiu de 20,9 pontos porcentuais em junho para 21,4 pontos porcentuais em julho. O spread médio da pessoa física no crédito livre passou de 31 3pontos porcentuais para 31,7 pontos porcentuais. Para pessoa jurídica, o spread médio avançou de 11,9 pontos porcentuais para 12,6 pontos porcentuais no período.

O spread médio do crédito direcionado passou de 2,8 pontos porcentuais de junho para 3,0 pontos porcentuais em julho. O spread médio no crédito total (livre + direcionado) subiu de 12 7 pontos porcentuais para 13,1 pontos porcentuais. O BC informou também que a taxa de captação dos bancos no crédito livre caiu de 11,1% ao ano em junho para 10,9% no último mês.

Inadimplência

A taxa de inadimplência no crédito livre ficou em 4,9% em julho ante 4,8% de junho. Para pessoa física, passou de 6,5% para 6,6% na comparação mensal. Para as empresas, subiu de 3,4% para 3,5% de um mês para o outro. A inadimplência do crédito direcionado ficou estável em 1,0% entre junho e julho. O dado que considera o crédito livre mais direcionado mostra inadimplência estável em 3% em julho.

No crédito livre para pessoa física, a inadimplência no crédito pessoal ficou inalterada em 2,5% de junho para julho. No cheque especial, subiu de 8,8% para 9,4% na comparação mensal.

Na aquisição de veículos, caiu de 4,9% em junho para 4,8% em julho. No cartão de crédito, avançou de 23,3% para 24,9% na mesma comparação.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.