• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Habitação » CBIC quer mudar regra do programa Minha Casa, Minha Vida

Correio Braziliense

Publicação: 20/08/2014 08:43 Atualização:

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) pleiteia junto ao governo que o prazo de contratação de obras do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, que acaba em 31 dezembro, seja prorrogado por seis meses. Na avaliação dos dirigentes da entidade, essa mudança viria acompanhada do aumento do número de imóveis a serem construídos nessa etapa, que está em 2,75 milhões de unidades.

O presidente da CBIC, José Carlos Martins, explicou que essa demanda é importante para que ocorra uma transição entre a fase dois e a fase três do programa. Ele detalhou que, no fim da primeira etapa do Minha Casa, Minha Vida, houve uma paralisação total nas construções porque a Medida Provisória no Congresso Nacional demorou quase oito meses para ser aprovada. “O ideal é que esse seja um programa de Estado e não de governo, com prazo mínimo de 10 anos. Dessa forma podemos fazer um planejamento de longo prazo”, ressaltou Martins.

A entidade encaminhou o pedido aos ministérios da Fazenda, do Planejamento, das Cidades e à Casa Civil. O governo trata o assunto com cautela e só tomará uma decisão após as eleições. Qualquer mudança antes de outubro poderia dar margem a questionamentos. “Queremos evitar qualquer sinalização negativa”, resumiu um interlocutor do Palácio do Planalto.

O executivo comentou que essa definição será importante para que o setor projete o desempenho do próximo ano. Para 2014, Martins explicou que a entidade revisou para baixo a perspectiva de alta. “Antes prevíamos um aumento de 2,5%, mas, com a economia ruim, com os atrasos nas concessões e redução dos investimentos da indústria, esperamos algo entre 0% e 1%. Esse cenário já afetou o número de empregos do setor, que em junho foi negativo”, afirmou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.