• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Complexo de Suape » Trabalhadores da Refinaria Abreu e Lima e da Petroquímica Suape em greve por tempo indeterminado

Diario de Pernambuco

Publicação: 07/08/2014 09:19 Atualização: 11/08/2014 09:57

A manhã desta quinta-feira (7) começou com transtornos nas imediações do Complexo Portuário de Suape depois que trabalhadores da Refinaria Abreu e Lima (Rnest) e da Petroquímica Suape anunciaram uma greve por tempo indeterminado. A decisão ocorreu após em uma assembleia realizada em frente ao Portão 2 da refinaria.

De acordo com o sindicato da categoria, cerca de 30 mil trabalhadores participaram da assembleia e reivindicam um reajuste salarial de 13%, aumento de R$ 310 para R$ 408 no valor da cesta básica, inclusão do auxílio cultura mensal de R$ 50 e adicional de 30% de periculosidade aos funcionários.

O sindicato informou que uma nova assembleia está agendada para a próxima segunda-feira (11), às 7h, para definir os rumos da movimento após as respostas do sindicato patronal.

A assembleia realizada na manhã de hoje (11), não trouxe resultados. O sindicato patronal ofereceu um reajuste salarial de 8%, aumentando a oferta que antes era de 7,5%. Os grevistas não aceitaram a proposta, e uma assembleia foi marcada para amanhã (12) de manhã.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Antonio Silva
Esses sindicatos, cheios de roedores comunistas, que nunca trabalham e vivem as custas dos trabalhadores, que anualmente "agitam" as fábricas, centenas são demitidos e depois eles retornam ao sindicato para tomar wisck 18 anos e marcar o "próximo agito"! Abram os olhos trabalhadores... Isso é um cânc | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.