• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Prêmio » Citros: Governo prevê três novos leilões de Pepro

AE

Publicação: 03/08/2014 14:17 Atualização:

O governo federal tem programado ao menos três novos leilões de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro) de laranja e citros para a safra 2014/2015, para fomentar o escoamento de mais um total de 16,48 milhões de caixas (de 48,8 quilos) da fruta. Segundo documento encaminhado pela Secretária de Política Agrícola do Ministério da Agricultura a produtores e à indústria de suco, os leilões estão previstos para os dias 29 de agosto, 30 de setembro e 31 de outubro.

No documento, obtido pelo Broadcast, serviço de notícia em tempo real da Agência Estado, o governo informa ser possível ainda a realização de um novo certame, em novembro, caso haja recurso disponível após os três leilões. Os próximos leilões terão como novidade a inclusão de chamadas para operações de citricultores da Bahia, Minas Gerais, Sergipe e Rio Grande do Sul. Até agora, apenas produtores paulistas e paraenses puderam operar nos leilões de Pepro.

Para os produtores dos quatro estados incluídos nos leilões futuros a previsão é de subsidiar um total de 2,4 milhões de caixas da fruta, divididas em três operações de 800 mil caixas cada. Aos produtores paranaenses foi mantida a intenção de uma oferta de Pepro para 360 mil caixas em cada um dos próximos três leilões, um total 1,08 milhão de caixas.

Já os citricultores paulistas terão oferta para subsidio ao escoamento de 4 milhões de caixas em agosto, 3 milhões em setembro e mais 6 milhões na última operação, em outubro, ou 13 milhões de caixas no total. No primeiro leilão de Pepro, realizado em julho, do qual apenas produtores paulistas participaram, o movimento ainda foi pequeno e a demanda atingiu 45% das 3 milhões de caixas ofertadas, ou 1.351.345 caixas, sem deságio no prêmio.

Já no segundo leilão da safra 2014/2015, realizado na quinta-feira, 31, 100% da oferta foi negociada com produtores de São Paulo e citricultores paranaenses. Para as 3 milhões de caixas disponibilizadas para os produtores paulistas o valor do prêmio ficou em R$ 3,45 por caixa, ou R$ 0,02 (0,58%) de deságio sobre o preço de abertura, de R$ 3,47 por caixa, com um movimento total de R$ 10,35 milhões.

Para as 360 mil caixas disponíveis na operação do Paraná o deságio do prêmio foi de 149,5%, de R$ 2,62 por caixa da fruta na abertura para R$ 1,05 por caixa no fechamento do leilão.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.