• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Comércio » Lojas anunciam promoções para tentar recuperar o prejuízo deixado pela Copa Descontos variam de 5% a 70%

CorreioWeb

Publicação: 02/08/2014 12:03 Atualização:

A educadora física Nadja Harrop costuma planejar as compras, mas leva mais produtos com as promoções. Crédito: Ana Rayssa/Esp.C.B/D.A. Press
A educadora física Nadja Harrop costuma planejar as compras, mas leva mais produtos com as promoções. Crédito: Ana Rayssa/Esp.C.B/D.A. Press

As faixas que anunciam promoções estão por todos os lugares. Seja nos shoppings, seja no comércio de rua, as liquidações são a aposta para recuperar o volume de vendas, que, segundo lojistas do Distrito Federal, sofreu forte queda motivada pela Copa do Mundo e também pelo início do inverno menos frio este ano. Para atrair consumidores, além da queima de estoque, alguns centros de compras oferecem também programações culturais. Nas vitrines, os descontos variam de 5% a 70%, e a expectativa é de que o faturamento aumente entre 6% e 20% em relação ao mesmo período de 2013.

De acordo com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista do Distrito Federal (Sindivarejista), Edson de Castro, as vendas este ano estão muito aquém do esperado, em especial as do último mês. As temperaturas mais baixas registradas esta semana garantiram uma leve recuperação, muito longe, no entanto, da expectativa dos comerciantes. “É muito difícil recuperar o tempo e as vendas perdidas. As promoções de agora, as liquidações de inverno, acontecem sempre com a troca de uma estação para a outra. De hoje até o fim do inverno, serão 50 dias. Como o frio tende a desaparecer até setembro, muitas lojas aproveitam para renovar o estoque e não ficar com mercadorias encalhadas até o próximo ano.” Para limpar as prateleiras, além dos descontos, os estabelecimentos facilitam as formas de pagamento, tanto no cartão de crédito quando no parcelamento com cheques. Com o Dia dos Pais e o Dia das Crianças, a esperança é de aumentar as vendas.

Gerente de uma loja de cosméticos, Juliana Araújo, 25 anos, conta que a expectativa é de recuperação, com incremento de 6% a 8% no movimento. “Queremos trazer mais clientes para a loja, já que o fluxo foi fraco nos últimos tempos. Os produtos em promoção estão com 50% de desconto”, garante. De acordo com a gerente de Marketing de um shopping da Asa Sul, Karine Câmara, a Copa do Mundo fez os consumidores ficarem longe dos centros de compras. “Agora, esperamos resultados melhores. A liquidação é uma oportunidade ótima para atrair o consumidor e, ao mesmo tempo, mostrar o começo da nova temporada”, explicou Karine.

A educadora física Nadja Harrop, 62 anos, concorda. “Geralmente, quando vou ao shopping, tenho algo definido para comprar, entretanto, no período de liquidação, acabo conhecendo outras marcas. Às vezes, tem algum produto que quero adquirir e não compro porque está muito caro. Agora, os descontos chegam até 70% e consigo levar muita coisa”, concluiu.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.