• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Irregularidades sanitárias » Operação em Jaboatão interdita os supermercados Bompreço e Nordeste

Augusto Freitas

Publicação: 29/07/2014 15:23 Atualização: 29/07/2014 16:15

Uma operação conjunta coordenada pela Vigilância Sanitária (Visa) de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife (RMR), interditou, na manhã desta terça-feira (29), dois supermercados de grande movimento no Centro da cidade por irregularidades sanitárias, o Bompreço e o Nordeste, ambos situados na Rua Barão de Lucena. A diferença está no tipo de interdição: no primeiro, a suspensão das atividades ocorreu de forma parcial, na padaria e no açougue; no segundo, a paralisação ocorreu em toda a loja (total) por cinco dias, inicialmente. Foram apreendidas 3 toneladas de alimentos impróprios para o consumo.

Os dois estabelecimentos varejistas ficam próximos à Estação do Metrô e, além da Visa, receberam a visita de fiscais da Agência de Defesa Agropecuária de Pernambuco (Adagro-PE) e do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem-PE). Também fizeram parte da operação representantes do Procon-Jaboatão, Ministério Público (MPPE) e Delegacia do Consumidor. Até o momento, não foi informada a quantidade de mercadoria imprópria para o consumo apreendida.

O Bompreço foi a primeira unidade a receber a fiscalização e, a exemplo do que vem ocorrendo em muitos estabelecimentos do Recife, apresentou falha sanitárias que colocam em risco a saúde dos consumidores. Durante a vistoria, a equipe flagrou alimentos vencidos sendo vendidos e outros sem informação de validade no setor de panificação. O açougue do supermercado também apresentou irregularidades, como condições de higiene precárias. Segundo a Procon-Jaboatão, o gerente da unidade foi conduzido à Delegacia do Consumidor para prestar esclarecimentos.

Procurada pela reportagem do Diario, a rede Bompreço se pronunciou sobre a fiscalização e interdição parcial através de um pequeno comunicado enviado pela assessoria de comunicação. Nele, a rede varejista informa que “está adotando as providências necessárias para solucionar os pontos levantados pelas autoridades na loja de Jaboatão”. Vale lembrar que a bandeira Bompreço já teve outras lojas interditadas este ano na cidade do Recife.  

A situação mais grave, no entanto, foi encontrada no Nordeste Supermercados. De acordo com o Procon-Jaboatão, o estabelecimento apresentou produtos impróprios para o consumo sendo vendidos sem prazo de validade, temperaturas de conservação e refrigeração em desacordo com às exigidas pela legislação sanitária, freezers desligados expondo alimentos que necessitam de refrigeração e carnes sem procedência e certificado da Adagro-PE. Por estas irregularidades, o supermercado responderá processo administrativo e poderá receber multa de R$ 6 mil. A reportagem do Diario ligou várias vezes para o supermercado na tentativa de ouvir uma resposta sobre a operação, mas não obteve retorno.

“Os problemas no Nordeste Supermercados foram mais graves que os encontrados no Bompreço, daí a diferença no tipo de interdição. No Nordeste havia problemas na padaria, açougue, estoque e outros setores, como o de frios. Entre os meses de janeiro e março deste ano vistoriamos 46 estabelecimentos em parceria com a Vigilância Sanitária. Agora, vamos intensificar as fiscalizações em um novo formato com o de hoje, com a apoio da Adagro-PE, Ipem-PE, MPPE e Delegacia do Consumidor”, explicou Débora Albuquerque, secretária executiva de defesa do consumidor de Jaboatão dos Guararapes. Em todas as operações já realizadas até agora já ocorreram 17 interdições, sendo quatro totais e 13 parciais. A assessoria da Adagro-PE confirmou que a operação vai se estender a outros supermercados de Jaboatão.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.