• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Programa » Sebrae vai investir R$ 2 bilhões em inovação

Agência Sebrae de Notícias - ASN

Publicação: 28/07/2014 11:15 Atualização:

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) vai investir R$ 2 bilhões em soluções de inovação nos pequenos negócios nos próximos quatro anos, tendo em vista a maior competitividade do segmento. Para este ano, a meta é atender 200 mil empresas com ações de tecnologia e inovação. Em 2013, foram aplicados R$ 220 milhões no atendimento de 113 mil micro e pequenas empresas que implementaram algum tipo de inovação. Os dados foram apresentados pelo diretor-técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos, aos participantes do Diálogos da MEI – Inovação para Inserir o Brasil nas Cadeias Globais de Valor, uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) ), na senama passada, em Brasília.

Ao falar sobre Inovação como Estratégia para Inserção dos Pequenos Negócios em Cadeias Globais de Valor, Carlos Alberto disse que o desafio é aumentar a produtividade da economia brasileira e os pequenos negócios têm papel relevante nesse processo. Eles participam com 27% do Produto Interno Bruto (PIB), conforme pesquisa recente feita pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) sob encomenda do Sebrae.

Trata-se de um segmento que representa 99% das empresas formais do País; é forte gerador de empregos e, no entanto, a participação no valor adicionado ao Produto Interno Bruto (PIB) ainda é pequena. “Essa condição acaba gerando empregos em grande quantidade, mas de baixa produtividade”, assinalou Carlos Alberto. Segundo ele, o principal desafio para reverter esse quadro encontra resposta na inovação de processos, produtos e serviços. “É preciso sensibilizar, identificar necessidades e possibilidades e oferecer e implementar soluções para superar esse desafio”, assinalou.

A Pesquisa de Inovação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) identificou a necessidade de qualificação técnica, no caso dos trabalhadores, e em gestão para os empreendedores e empresários, além de investimentos em bens de capital. Carlos Alberto afirma que, por isso, é fundamental estabelecer um canal de comunicação direta com as micro e pequenas empresas. O Sebrae atua nesse sentido por meio dos 1.043 Agentes Locais de Inovação (ALI), bolsistas do CNPq, que atendem as empresas in loco por dois anos; e da plataforma Sebraetec, que em parceria com 1.407 instituições tecnológicas, promove a inovação nos empreendimentos de pequeno porte.

Também o Programa Nacional de Encadeamento Produtivo, que envolve uma empresa-âncora e seus integrantes nos elos a jusante e a montante – fornecedores, distribuidores, pós-venda e até a reciclagem – tem impacto em toda a cadeia produtiva.  Com ele, o Sebrae apoia os pequenos negócios em busca de melhorias das competências tecnológicas e em gestão para reduzir os gaps de competitividade de toda a cadeia. “A superação desses desafios elevará os pequenos negócios a padrões globais de competitividade”, prevê o diretor Carlos Alberto.   

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.